Artigo


O astronauta ministro


Publicado 02 de fevereiro de 2021 às 15:41     Por José Medrado*     Foto Arquivo pessoal

É impressionante como ainda os senhores políticos, – de todos os partidos, guardando sempre as exceções, quase que honrosas, digo quase porque sempre há algo que não captamos de pronto, mas que guarda algum interesse na manga,- têm uma capacidade criativa em nos surpreender, em especial exarando falas com uma naturalidade, como se o que está sendo tido é expressão de um conteúdo de alma irretorquível, em termos de verdade. Foi assim que o presidente Jair Bolsonaro disse, de forma geral, sem detalhamento, que o ministro da Ciência e Tecnologia, o ministro astronauta, Marcos Pontes, quer investir no desenvolvimento de uma vacina nacional contra a covid-19. Pare tudo, aí! Esse ministro estava passeando em que constelação? Em que planeta? Estamos vivendo uma pandemia faz praticamente um ano e só agora ele assaca esta iniciativa, e o presidente percebendo que está perdendo o controle de sua popularidade, exatamente por conta do desastre nacional que está sendo o combate ao corona vírus dá esta notícia, como sendo um grande tento da ciência brasileira, em especial do ministro astronauta?! Permissa vênia devida, mas chega a ser risível, se não fossem pelas milhares de mortes que computamos.

Não sendo suficiente, o presidente Bolsonaro, ainda vaticina que o país vai precisar aprender a “conviver” com a doença e, neste contexto, um imunizante brasileiro seria uma ferramenta importante. Pois é. Conviver com a possibilidade dela é fácil, quando estamos em uma bolha de favorecimentos – me incluo nela -, que não faltarão assistência e cuidados necessários, mas e para esta gente nossa, o tais invisíveis, na própria conceituação do governo?

O fato é que até agora houve, sim, uma negligência por parte do Estado, que se configura na forma de um “silêncio” e a desinformação que prejudicaram o conhecimento e real forma de agir diante da pandemia da Covid-19, que dificultaram à população em geral a ter a conscientização de ações pautadas na ciência, na boa orientação, que se impuseram no mundo inteiro e aqui claudicaram lamentavelmente.

O presidente ainda disse em sua live, que “ o brasileiro é muito criativo, ele trabalha… Temos um ministério excepcional, onde nós buscamos atender todas as áreas da sociedade. Agora falta dinheiro.” Ou seja, nada.

Há momento que precisamos até abstrairmos de certas questões dos nossos governantes, porque caso contrário vamos nos amargurar e nos perguntar sem resposta: Como pode ser possível?

*José Medrado é líder espírita, fundador da Cidade da Luz, palestrante espírita e mestre em Família pela UCSal. Também é apresentador de rádio e escreve para o AjuNews.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça determina que empresas de ônibus limitem número de passageiros em Aracaju

Justiça
Mais Lidas
Publicidade