Brasil


Diretor da Anvisa, Barra Torres confirma que houve reunião no Planalto para mudar bula da cloroquina


Publicado 11 de maio de 2021 às 19:10     Por Fernanda Souto     Foto Fábio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil

O diretor-presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Antônio Barra Torres, confirmou à CPI da Covid, nesta terça-feira (11), que houve uma reunião para discutir sobre a possível mudança na bula da cloroquina no Palácio do Planalto.

A informação já havia sido divulgada pelo ex-ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, em depoimento à CPI, ao citar que em uma reunião foi proposta a recomendação do medicamento que não tem eficácia comprovada para combater a covid-19.

“Inclusive, lógico, acompanhei pela televisão o depoimento do Ministro Mandetta e confirmo, de minha memória, que estávamos lá o General Braga Netto, Ministro-Chefe da Casa Civil; o Ministro Mandetta, evidentemente; eu; a Dra. Nise Yamaguchi; havia um médico sentado ao lado dela de que não me recordo o nome; e, realmente, não tenho na minha memória um registro das presenças dos Ministros Jorge e Ramos”, disse Torres.

Barra Torres também explicou ao relator da CPI, Renan Calheiros (MDB-AL), e aos senadores que integram o colegiado, que reagiu de forma “deseducada e deselegante” ao ler a proposição que foi feita na reunião.

Segundo ele, para uma bula ser modificada, é necessário que a agência reguladora do país seja acionada pelo detentor do registro da medicação, o que não ocorreu.

Leia mais:
CPI da Covid: Mandetta diz que Bolsonaro quis mudar bula da cloroquina para tratar a doença



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.