Turismo


Sem acordo para redução de salários, Latam anuncia que vai demitir 2.700 tripulantes


Publicado 01 de agosto de 2020 às 09:00     Por Redação BNews     Foto Reprodução

A companhia aérea Latam anunciou nesta sexta-feira (31) que vai começar a demitir pelo menos 2.700 tripulantes, sendo 2.000 comissários e 700 pilotos.

Segundo informações da coluna Painel S.A., do jornal Folha de São Paulo, a decisão foi dada após uma reunião com o Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), onde a companhia fez uma proposta para redução de salários, mas não foi aceita.

A partir desta sexta-feira (31) foi aberto o processo de pedido de demissão voluntária, que deve ser feito até a próxima terça-feira (4), quando começarão as demissões feitas pela empresa.

Em nota, a Latam ressaltou o impacto da pandemia do novo coronavírus sobre a aviação e a necessidade de reduzir a remuneração dos colaboradores, chegando ao mesmo valor que vem sendo pago por companhias aéreas concorrentes.

“A empresa tem a necessidade de equiparar seu modelo atual de remuneração às práticas do setor, haja visto, que historicamente, esta pauta foi objeto de negociação da empresa com o SNA e a atual crise da pandemia torna esta medida ainda mais imprescindível para a Latam”, disse a empresa.

Leia mais:
Gol e Latam retomam voos diretos Aracaju-Brasília em agosto
Azul e Latam anunciam acordo para compartilhamento de voos e programas de fidelidade
Latam entra com pedido de recuperação judicial nos EUA



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Mais de 117 mil pessoas que receberam auxílio emergencial de forma indevida já fizeram devolução

Justiça
Mais Lidas
Publicidade