Política


Com acesso do público liberado, segunda fase de retomada administrativa da Alese começa dia 1º


Publicado 25 de setembro de 2020 às 14:26     Por Eduardo Costa     Foto Joel Luiz/Rede Alese

A segunda fase da retomada administrativa da Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese) começa na próxima quinta-feira (1º), com a permissão da presença do público no prédio. Pessoas internas e externas poderão acessar as dependências, mas respeitando distanciamento e com prioridade ainda sendo dada ao atendimento por e-mail ou telefone.

Além disso, cada unidade administrativa da Alese poderá voltar com 100% da capacidade, mantendo os servidores em grupo de risco ainda afastados. A jornada de trabalho poderá ser cumprida em sistema de rodízio com o trabalho remoto, por conta das regras de distanciamento.

A retomada administrativa da Alese já vem acontecendo há algumas semanas. Na primeira fase, começaram as sessões remotas, com todos os parlamentares participando de casa. Em seguida, foram liberadas as retomadas de algumas atividades em Plenário com regime misto (alguns deputados em casa, outros no prédio do Poder Legislativo).

Segundo a Alese, “o Poder Legislativo sergipano vem respeitando todas as recomendações estabelecidas pelas autoridades sanitárias para preservação da saúde. Não apenas dos parlamentares, mas de todo o corpo de servidores que desenvolvem suas atividades e colaboram para o funcionamento”.

Além disso, no dia 6 de outubro, os vereadores de Aracaju irão retomar os trabalhos presenciais utilizando o Plenário da Alese. Isso porque o prédio da Câmara Municipal está passando por reformas. Nos dias de sessões, os deputados estaduais utilizam as dependências pela manhã, e os vereadores da capital pela tarde.

Leia mais:
Vereadores de Aracaju retomam trabalho presencial no plenário da Alese em outubro



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade de vacina contra covid-19

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.