Mundo


Vacina russa Sputnik V tem eficácia de 97,6% contra covid-19


Publicado 20 de abril de 2021 às 17:58     Por Fernanda Souto     Foto Divulgação/ Sputnik V

A vacina russa Sputnik V tem eficácia de 97,6% contra a covid-19 no “mundo real”, de acordo com uma avaliação feita por cientistas, envolvendo 3,8 milhões de pessoas. O anúncio foi feito pelo Instituto Gamaleya, de Moscou, e o Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF), nesta segunda-feira (19).

A pesquisa no “mundo real” é mais ampla e possui evidência científica mais clara e confiável. A nova taxa de eficácia é mais alta que a de 91,6%, de resultados de um estudo em grande escala com a Sputnik V, publicado na revista médica The Lancet no início do ano.

Foram 3,8 milhões de russos que receberam tanto a primeira dose quanto uma segunda dose e participaram da pesquisa. “Esses dados confirmam que a Sputnik V tem uma das melhores taxas de proteção contra o coronavírus entre todas as vacinas disponíveis”, disse o diretor do fundo soberano RDIF, Kirill Dmitriev.

A incidência de infecções foi calculada a partir do trigésimo quinto dia após a primeira aplicação, mostrando uma taxa de 0,027%. Já a infecção entre adultos não vacinados, durante um período considerável após o lançamento do programa de vacinação em massa na Rússia, foi de 1,1%, sem especificar o intervalo de datas utilizado, segundo a nota.

Leia mais:
Governadores formam consórcio para compra de vacina russa



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.