Política


‘Eu continuo vendo em Itabaiana muito marketing e muitos problemas’, diz Luciano Bispo sobre gestão de Adailton Sousa


Publicado 08 de agosto de 2021 às 07:07     Por Roberta Cesar     Foto Divulgação / Arquivo Rede Alese

Deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Luciano Bispo (MDB), criticou a gestão do prefeito de Itabaiana, no Agreste Central sergipano, Adailton Sousa (PL). Ao AjuNews, Bispo afirmou que a cidade tem “muito marketing e muitos problemas”. Para o parlamentar, no pleito eleitoral de 2020, os cidadãos do Município perderam uma grande oportunidade de eleger um gestor eficiente.

“Eu continuo vendo em Itabaiana muito marketing e muitos problemas. Sou adversário político do prefeito Adaílton, mas lhe respeito enquanto gestor e homem público. Acho que ele precisa sentar na cadeira e administrar a cidade. Precisa ter consciência que ele é o prefeito de Itabaiana, que precisa virar a página, trocar a fotografia. Sou apaixonado pela minha terra, pela minha cidade e não torço pelo quanto pior, melhor. Acho que em 2020, o povo de Itabaiana perdeu a grande oportunidade de apostar em um gestor eficiente e dinâmico. Quero que Adaílton faça uma boa gestão e, de fato, transforme a cidade naquela Itabaiana da campanha eleitoral”, disse Luciano.

Em contrapartida, Luciano elogiou a gestão do governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD) em meio a pandemia do novo coronavírus (covid-19). Para o presidente da Alese, Chagas é uma “surpresa na gestão pública”. Ainda na oportunidade, ao AjuNews, o deputado avaliou o andamento das atividades na Casa Legislativa Estadual no período de pandemia da covid-19, bem como o cenário do estado em uma possível recuperação econômica em 2022.

Leia a entrevista na íntegra:
AjuNews: Nesta terça-feira (3), os parlamentares retornam do recesso da Alese. Na sua avaliação, como está o andamento das atividades no período de pandemia da covid-19?
Luciano Bispo: A Assembleia Legislativa de Sergipe não deixou de atuar durante a pandemia; é evidente que, por questões sanitárias, nos preocupamos em preservar a saúde dos deputados e dos nossos servidores. Promovemos todas as medidas de isolamento social, adotamos o trabalho remoto, limitamos o acesso aos nossos prédios, mas não deixamos de trabalhar para o povo de Sergipe. Estamos retornando de um breve recesso para atividades em plenário, mas os parlamentares continuaram se movimentando, visitando suas bases e órgãos públicos. Tenha certeza que teremos um segundo semestre muito produtivo na nossa Casa.

AjuNews: Em um provável cenário de recuperação do estado, quais são as projeções econômicas para 2022 para Sergipe?
Luciano Bispo: Recentemente a Alese, em parceria com a Fundação Dom Cabral, promoveu a entrega do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável de Sergipe (PDES), que é um verdadeiro presente do Poder Legislativo para o povo sergipano. Independentemente de quem serão os próximos governadores. Isso não é um plano de governo, mas uma política de Estado. Foi feito um levantamento completo das nossas potencialidades, analisando o passado e o presente, com todos os detalhes, para projetar o futuro. Apontamos sugestões e identificamos os gargalos. Nossa intenção sempre foi de criar um ambiente favorável para o nosso Estado, gerando emprego e renda, atingindo índices satisfatórios de desenvolvimento.

AjuNews: Qual sua avaliação sobre o mandato do governador Belivaldo Chagas?
Luciano Bispo: Belivaldo Chagas se revela uma grata surpresa na gestão pública. Ele foi testado na condição de governador em meio a uma pandemia. Ainda assim ele conseguiu manter a Casa em ordem, ampliou as redes de atendimento ao público, com enfermarias e UTIs [Unidades de Terapia Intensiva], tratou de agilizar o processo de imunização do nosso povo, à medida que as vacinas chegavam ao nosso Estado, facilitando a distribuição e fiscalizando a vacinação nos municípios. Do ponto de vista social o governo também ajudou, teve um olhar especial para os mais pobres, sem contar que, do ponto de vista administrativo, ele conseguiu regularizar, dentro do mês vigente, os pagamentos dos salários dos servidores públicos, ativos e inativos, sem deixar de dar continuidade a obras importantes, como a recuperação das nossas rodovias. Costumo dizer que Belivaldo é ainda mais eficiente porque ele não administra com o coração, mas com a razão.

AjuNews: Qual sua opinião sobre a gestão do prefeito de Itabaiana, Adailton Sousa?
Luciano Bispo: Eu continuo vendo em Itabaiana muito marketing e muitos problemas. Sou adversário político do prefeito Adaílton, mas lhe respeito enquanto gestor e homem público. Acho que ele precisa sentar na cadeira e administrar a cidade. Precisa ter consciência que ele é o prefeito de Itabaiana, que precisa virar a página, trocar a fotografia. Sou apaixonado pela minha terra, pela minha cidade e não torço pelo quanto pior, melhor. Acho que em 2020, o povo de Itabaiana perdeu a grande oportunidade de apostar em um gestor eficiente e dinâmico. Quero que Adaílton faça uma boa gestão e, de fato, transforme a cidade naquela Itabaiana da campanha eleitoral.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.