Entrevista


‘O setor de eventos foi o primeiro a parar, e seremos o último a voltar’, afirma Fabiano Oliveira


Publicado 24 de janeiro de 2021 às 08:00     Por Eduardo Costa     Foto Fernanda Sales/AjuNews

O empresário e vereador eleito por Aracaju, Fabiano Oliveira (PP), avaliou que é preciso um planejamento na retomada da economia pós-pandemia e destacou que “o setor de eventos foi o primeiro a parar, e temos observado que seremos o último a voltar”. Em entrevista ao AjuNews, o parlamentar comentou a situação do setor com a pandemia de covid-19 e também sobre como será seu mandato na Câmara de Aracaju.

Fabiano foi deputado estadual por dois mandatos, e agora retorna à política como vereador, na base do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT). Segundo ele, a volta foi “com uma missão a ser cumprida, de fazer o bem sem olhar a quem e ter a política como um instrumento de transformação das pessoas”. Ele defendeu os focos nas áreas da economia, geração de empregos, cultura, esporte e educação.

O parlamentar da capital destacou a necessidade de um planejamento para o retorno às atividades pós-covid-19. “Emprego é vida, é saúde. Estamos passando por este momento difícil da pandemia. Saúde em primeiro lugar, mas temos que estar preparados para a retomada pós-pandemia”.

Por fim, o novo primeiro secretário da Câmara destacou o diálogo com o presidente da Casa, Nitinho (PSD); defendeu o prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) e a necessidade de ajudar a gestão; e negou qualquer convite feito na campanha para ser vice de Edvaldo, afirmando que “em algum momento houve uma especulação, e nós mostramos que o projeto era realmente para uma cadeira no parlamento municipal”.

Confira a entrevista completa abaixo:

AjuNews: Você já esteve como deputado, e agora volta a um cargo público para ser vereador por Aracaju. O que lhe motivou a retornar à política após tantos anos?
Fabiano Oliveira: Há 14 anos atrás, eu estive como deputado estadual, praticamente por dois mandatos. Fui secretário de Cultura e Turismo e presidente da Emsetur no governo Albano Franco. Agora retorno à vida pública com uma missão a ser cumprida, de fazer o bem sem olhar a quem e ter a política como um instrumento de transformação das pessoas. E para que a gente possa colocar nossas ideias e ajudar nossa cidade nas questões do turismo, da indústria que não polui, da geração de empregos e de renda, de mão de obra, de desenvolvimento. Vamos trabalhar nas áreas da cultura, do esporte, do lazer, da educação, da saúde e nas demandas do dia-a-dia na comunidade.

AjuNews: Quais serão as suas principais bandeiras como vereador? Há algum grupo específico que você pretende defender com mais ênfase na Câmara?
Fabiano Oliveira: As bandeiras que levei em toda campanha sempre foram focadas no desenvolvimento, na geração de emprego. Emprego é vida, é saúde. Estamos passando por este momento difícil da pandemia. Saúde em primeiro lugar, mas temos que estar preparados para a retomada pós-pandemia. A vacina já é uma realidade, e a gente tem que trabalhar para ampliar a vacinação, e ter um planejamento para a retomada do setor produtivo, que gera emprego e renda. Estou filiado a PP, comandado pelo meu amigo deputado federal Laércio Oliveira, que representa muito bem a área como presidente da Fecomércio. O comércio forte é emprego, vida, desenvolvimento e renda. Defender o emprego é defender o cidadão. O turismo é indústria que não polui, que movimenta mais de 70 setores da economia. Vamos estar trabalhando firmemente por estar áreas de desenvolvimento.

AjuNews: Você fará parte da Mesa Diretora da Câmara de Aracaju como primeiro secretário no próximo biênio. Como tem sido o diálogo com o presidente Nitinho e demais membros da Mesa até o momento?
Fabiano Oliveira: Com muita alegria, fico feliz em ter sido eleito primeiro secretário da Câmara de Aracaju. É uma grande responsabilidade, que nós vamos honrar. O meu diálogo é permanente com Nitinho, presidente da Câmara. Ele é um parlamentar, um amigo, um homem experiente com seis mandatos. Cumpridor dos seus deveres, um homem que tem a honra, e é um orgulho para mim. Vou estar sempre dialogando ao lado da Mesa Diretora. É trabalhar, será uma Mesa para qualificar cada vez mais o parlamento municipal, atendendo aos anseios do cidadão aracajuano, sempre escutando os nossos colegas parlamentares. A casa é feita por 24 vereadores, e todos temos direitos iguais dentro do parlamento. Temos que ter um debate qualificado, um bom combate, sabendo dialogar.

AjuNews: Durante a campanha eleitoral em 2020, foi relatado na imprensa que você seria indicado como vice-prefeito de Edvaldo Nogueira, o que não aconteceu. Tal convite realmente chegou a ser feito?
Fabiano Oliveira: Quando eu resolvi me filiar ao PP e cumprir essa missão, fizemos parte do projeto de Edvaldo Nogueira, no primeiro e no segundo turno com muito orgulho. Em time que está ganhando não se mexe, e estamos ao lado de um prefeito que tem compromisso com a nossa cidade. Edvaldo vem realizando um excelente trabalho, e como parlamentar da base aliada iremos estar ajudando, qualificando, cobrando e participando, para que a gente possa ver a nossa cidade da qualidade de vida. Quanto à questão de construção para vice-prefeito, não houve convite. Em algum momento houve uma especulação, e nós mostramos que o projeto era realmente para uma cadeira no parlamento municipal.

AJUNEWS – Ainda sobre Edvaldo Nogueira, você apoiou a reeleição dele no ano passado. Além disso, a grande maioria da Câmara será de situação. Como será a sua postura em relação à gestão municipal?
Fabiano Oliveira: Minha postura será para a construção de uma cidade cada vez melhor, com qualidade de vida, ajudando Aracaju dentro do parlamento na base aliada de Edvaldo Nogueira, colaborando e identificando os anseios da população. Vamos cobrar de forma construtiva as ações para que possamos, de forma democrática, melhorar todos os nossos anseios, do cidadão e da cidade. Queremos uma cidade com desenvolvimento, mão-de-obra, geração de emprego, saúde e educação. Vamos colaborar nas ações efetivas para a nossa cidade sorrir.

AjuNews: Como conhecido representante da classe empresarial em Aracaju, você acompanha os problemas que os empresários têm passado com a pandemia da covid-19. Por outro lado, há muita pressão de outros setores para que se adote um novo lockdown com o aumento de casos. Qual o seu posicionamento sobre este assunto?
Fabiano Oliveira: O setor de eventos foi o primeiro a parar, e temos observado que seremos o último a voltar. Como diretor regional da Abrape-SE, vamos estar em uma força-tarefa indo para Brasília no começo de fevereiro, onde vamos reunir os 27 representantes da Federação pelo Brasil. Vamos visitar os gabinetes dos deputados federais e senadores, em uma missão política, para que a gente possa aprovar as novas medidas para a proteção de um setor que está parado e sofrendo. Estamos pensando e planejando as ações para quando nós tivermos o nosso retorno, podermos trabalhar com tranquilidade e dignidade. Estamos praticamente parados há um ano, sem realização, sem trabalho nos grandes eventos. O que temos que trabalhar é uma campanha de conscientização, para que o cidadão continue usando a máscara, mantendo o distanciamento, usando o álcool em gel, sem aglomerações. A vacina é uma realidade, estivemos mais longe, agora estamos perto de passar por esse momento tão difícil. A pandemia assolou o mundo, é um momento de apreensão. Acredito que não teremos o lockdown em Aracaju e em Sergipe. O governador vem solicitando que cada um faça a sua parte, continue se cuidando, para que possamos diminuir os números e combater esse inimigo invisível.

AjuNews: Além disso, que projetos você pretende apresentar para amenizar os impactos da pandemia no turismo? Já há algo desenhado?
Fabiano Oliveira: Estamos tendo reuniões com vários setores ligados à indústria do turismo, e desenvolvendo um planejamento que será apresentado ao chefe do Executivo. Como falei, estamos em Brasília com essa força-tarefa. Mas aqui, localmente, estamos nos reunindo com vários setores da economia. Vamos conversar com todos, para em breve apresentar alguns projetos que estão sendo desenhados no coletivo e discutidos com todos os empresários. Estaremos planejando e nos preparando para o momento do devido retorno ao trabalho, e recuperarmos o desenvolvimento, o emprego e a alegria, ver o sorriso nas pessoas depois do período tão difícil que estamos vivendo.

Leia mais:
Fabiano Oliveira diz que trabalho de vereador precisa ser feito com “humildade e tranquilidade, mas firme na palavra dada”
“Nenhum candidato sofreu o que sofri nesse retorno à política”, diz vereador eleito Fabiano Oliveira



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

PGR entra com ações para barrar reeleições em assembleias legislativas

Justiça
Mais Lidas
Publicidade