Esporte


Disney encerra programação do Fox Sports para canal fazer apenas transmissão de eventos


Publicado 11 de janeiro de 2021 às 16:37     Por Fernanda Souto     Foto Divulgação/ Fox Sports

A Disney anunciou que terá mudanças importantes na programação de seus canais esportivos no Brasil, a partir desta segunda-feira (11). Segundo a multinacional, a principal alteração será a reformulação da grade do Fox Sports, o qual deixará de contar com programas jornalísticos ao vivo para dedicar-se à transmissão de grandes eventos de esportes. A informação é do portal Uol.

“Nosso pilar de esportes está passando por um processo de transformação para oferecer um conteúdo ainda mais variado e qualificado para a audiência do Brasil. A reformulação faz parte do planejamento da Companhia em busca de sinergia em seu pilar de esportes, seguindo os investimentos em sua programação, contando com um extenso portfólio de direitos, além de uma equipe de jornalismo referência junto aos fãs de esportes”, disse a Disney.

Com a decisão, o jornalismo no grupo Disney ficará concentrado na ESPN, passando a ter a participação de diversos nomes que integravam o Fox Sports, além de exibir jogos e eventos ao vivo. O canal terá investimento no jornalismo de pré e pós-jogo, e contará com o “SportsCenter”, referência da marca em todo o mundo, e o “Linha de Passe”.

De tal forma, o Fox Sports concentrará a transmissão de eventos esportivos herdados da programação da ESPN desde a fusão, como as partidas da Libertadores da América, além de alguns jogos da Premier League, LaLiga, Liga Europa, Campeonatos Português e Argentino. O canal continuará transmitindo a MotoGP, Nascar e a Copa do Nordeste, além de também ter passado a exibir partidas da NFL desde o início da atual temporada.

Segundo o Uol, a decisão de acabar com os programas na Fox visa reduzir os custos operacionais trazidos com as mudanças no processo de reestruturação no Brasil. Quando assumiu o controle do Fox Sports, o grupo identificou uma dívida superior a R$ 120 milhões nas contas da emissora por causa da falta de retorno após investimentos na aquisição de direitos esportivos.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

STF rebate Bolsonaro e diz que não proibiu governo federal de agir contra pandemia da covid-19

Justiça
Mais Lidas
Publicidade