Esporte


Ex-ginasta medalhista no Pan do Rio de Janeiro é encontrada morta em casa


Publicado 17 de outubro de 2020 às 08:15     Por Fernanda Souto     Foto Reprodução/ Facebook

A ex-ginasta Ana Paula Scheffer foi encontrada morta, por sua mãe, na casa delas em Toledo, no Paraná, nesta sexta-feira (16). Paula tinha apenas 31 anos, e chegou a defender a seleção brasileira de ginástica rítmica e a ganhar uma medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro, em 2007. A informação foi divulgada pela Confederação Brasileira de Ginástica (CBG).

Em nota, a CBG informou que a mãe da treinadora foi chamá-la no quarto, e, ao não receber resposta, encontrou-a sem vida. A suspeita é que ela tenha tido um infarto fulminante, segundo a família.

“O corpo foi levado ao IML de Toledo para apuração da causa da morte. O velório deverá ser realizado apenas na manhã deste sábado (17), a fim de dar tempo para que um irmão, que mora no Canadá, possa estar presente”, informou a confederação.

“Ana Paula Scheffer é uma das atletas que construíram a nossa Ginástica Rítmica, e que a transformaram em motivo de grande orgulho para todos os brasileiros. Além de inspirar, tinha um importante trabalho de formação de novas atletas no Paraná. Parte cedo demais, mas não será esquecida. Meus sentimentos aos familiares e amigos”, declarou a presidente da CBG, Maria Luciene Cacho Resende.

Além de ganhar o bronze no aparelho arco no Pan do Rio, Paula participou do Pan em 2005 na mesma modalidade, dos Jogos Sul-Americanos de 2006, em Buenos Aires, e de 2010, em Medellin, e do Mundial de Ginástica Rítmica de 2009, no Japão.

Atualmente, Ana Paula era técnica da equipe de Cascavel, também no interior do Paraná. “Foram anos de dedicação à frente da GR Cascavel, uma história construída com esforço, dedicação, empenho e muito amor. Estamos com o coração em pedaço sem acreditar nessa repentina perda, mais felizes por ter tido a oportunidade de conviver e aprender tanto com ela, Scheffer como era carinhosamente chamada deixou um legado de luta e amor pela GR, foi uma brilhante ginasta e ainda se tornou uma técnica excepcional”, declarou a equipe no Instagram.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade de vacina contra covid-19

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.