Mundo


Filha de 13 anos de Kobe Bryant também morre em acidente


Publicado 26 de janeiro de 2020 às 18:28     Por Redação AjuNews     Foto Divulgação

Uma das filhas de Kobe Bryant, Gianna Maria Onore, conhecida como Gigi, também foi vítima do acidente de helicóptero que matou o pai, neste domingo (26). Ela tinha apenas 13 anos. Kobe deixa a mulher, Vanessa, e suas outras três filhas Natalia, Bianca e Capri. De acordo com o TMZ Sports, que deu a notícia em primeira mão, os dois, além de outros tripulantes da aeronave, estavam a caminho da Mamba Academy para um treino de basquete. A garota era um talento promissor nas quadras e seguia os passos do pai famoso.

A queda do helicóptero com cinco ocupantes foi confirmada pelo departamento de polícia do Condado de Los Angeles. Não houve sobreviventes. A presença de Bryant no helicóptero foi confirmada pouco depois pela imprensa local, incluindo os canais ESPN e ABC. A prefeitura de Calabasas lamentou, pelo Twitter, a morte do ex-atleta.

Considerado um dos maiores nomes da história do basquete mundial, Kobe viajava com pelo menos mais três pessoas em seu helicóptero particular quando caiu e pegou fogo após colidir contra o solo. O pessoal da emergência chegou ao local, mas ninguém sobreviveu. O atleta usava seu famoso helicóptero para viajar por anos – desde quando ele jogou no Lakers.

Kobe Bryant é considerado um dos grandes jogadores de basquete do mundo. Ele ingressou na NBA em 1996 e assinou contrato com o único time no qual queria jogar, o Los Angeles Lakers. Ganhou seu primeiro campeonato na temporada de 1999-2000, junto com a estrela do time à época, Shaquille O’Neal.

Viveu seu auge na liga norte-americana de basquete, a NBA, entre os anos de 2007 e 2010, conquistando outros dois campeonatos nesse período. Ele jogou duas Olimpíadas, 2008, em Pequim, e 2012, em Londres, conquistando medalha de ouro em ambas. Bryant se aposentou do esporte em 2016, reverenciado como uma das maiores estrelas da NBA. Foi vencedor de cinco títulos nacionais.

Ele é o quarto maior pontuador da história da liga. Coincidentemente, sua marca de 33.643 pontos foi ultrapassada ontem (25) por LeBron James, também dos Lakers. Pelo Twitter, Bryant, parabenizou o colega. “Muito respeito, meu irmão”, disse Kobe, horas antes de entrar no helicóptero. Bryant era um fã declarado do brasileiro Oscar Schmidt e também gostava de futebol. Ele esteve no Brasil para assistir jogos da Copa do Mundo, em 2014.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.