Justiça


Justiça determina que Felipe Castanhari apague ofensa contra Marcius Melhem


Publicado 19 de janeiro de 2021 às 11:00     Por Fernanda Sales     Foto Instagram / @fecastanhari / @marcius_melhemoficial

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou que o influenciador digital Felipe Castanhari, apresentador do “Mundo Mistério”, da Netflix, apague um texto de seu perfil no Twitter em que fez ofensas ao ex-diretor da TV Globo, Marcius Melhem, chamando-o de “criminoso”, “escroto” e “assediador”.

De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do O Dia, a decisão foi assinada pela juíza Ana Luiza Madeiro Cruz, do TJSP, que deu um prazo de 24 horas para que a mensagem do dia 5 de dezembro seja apagada, sob pena de multa de R$ 10 mil.

Na decisão, a juíza escreveu que: “Desse modo, não se pode admitir que alguém, a pretexto de estar manifestando o livre pensamento, impute a outro, peremptoriamente, a prática de crime pelo qual, conforme consta nos autos, não foi sequer indiciado, ao menos até o momento”.

Marcius Melhem foi denunciado por atrizes da TV Globo por assédio sexual e moral e na última sexta-feira (15) ajuizou uma série de ações contra influenciadores que o detrataram nas redes sociais. Além de Castanhari estão sendo processados Danilo Gentili, Rafinha Bastos e Marcos Veras.

Segundo a coluna, caso sejam condenados, cada um deles será obrigado a fazer uma retratação pública e indenizar o ex-diretor em R$ 50 mil reais, valores que o humorista pretende doar para alguma instituição.

Leia mais:
Marcius Melhem processa Dani Calabresa e pede R$ 200 mil de indenização por danos morais
Marcius Melhem notifica consultoria que representa supostas vítimas de assédio por uso de seu nome



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Polícia Federal ainda conta dinheiro apreendido na operação contra Esporte Net em Sergipe; Veja vídeo

Justiça
Mais Lidas
Publicidade