Política


Ministra do STF arquiva inquérito contra Bolsonaro no caso Covaxin


Publicado 23 de abril de 2022 às 15:46     Por Redação AjuNews     Foto Carlos Moura / SCO / STF

A ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber determinou o arquivamento do inquérito sobre uma suposta prevaricação praticada pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) no caso da compra da vacina indiana contra covid-19, Covaxin. A ministra atendeu ao novo pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR).

No final de março, Rosa Weber rejeitou o primeiro pedido de arquivamento, em que o procurador-geral Augusto Aras argumentou que a conduta atribuída a Bolsonaro não configuraria crime.

“O novo pedido, contudo, acrescentou novos motivos para o arquivamento, entre eles a ausência de justa causa para o prosseguimento da investigação, ou seja, a insuficiência dos elementos informativos disponíveis. E, nesse caso, a jurisprudência do STF considera inviável a recusa do pedido”, informou a Corte, por meio de nota.

Com informações da Agência Brasil*



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Presos são premiados no 6° Concurso de Redação da Defensoria Pública da União (DPU)

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.