Justiça


MP-SE prorroga portaria e mantém suspensão até 16 de maio do atendimento presencial nas Procuradorias e Promotorias


Publicado 03 de maio de 2021 às 14:35     Por Fernanda Sales     Foto Reprodução / Google Street View

O Ministério Público do Estado de Sergipe (MP-SE) suspendeu até o dia 16 de maio, através de nova Portaria, o atendimento presencial pelas Procuradorias e Promotorias de Justiça que atuam no Edifício-Sede na capital, Subsedes do Ministério Público de Sergipe no interior do Estado, e nos Fóruns, exceto os casos urgentes e graves.

A nova Portaria Conjunta nº 881/2021 dispõe sobre as medidas de prevenção ao contágio pelo coronavírus (covid-19) nas Unidades do MPSE e foram expedidas pelo procurador-geral de Justiça, Manoel Cabral Machado Neto, e o Corregedor-Geral do MP-SE, Eduardo Barreto d’Avila Fontes, expediram.

Segundo o MP-SE, quando a Unidade Ministerial se localizar em prédio do Poder Judiciário, o atendimento presencial das Promotorias de Justiça deverá observar as restrições impostas pelo Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe (TJSE).

A Portaria também autoriza, excepcionalmente, até o dia 16 de maio, respeitando o horário de expediente ordinário (07h às 14h), o regime diferenciado de trabalho remoto de forma integral (home office) para os membros, servidores e estagiários do MP-SE, lotados nos Órgãos de Execução, ressalvados os casos urgentes e graves, em que a presença do membro e/ou servidor do Ministério Público seja necessária.

As medidas contidas na Portaria podem ser revistas a qualquer momento pela Procuradoria-Geral de Justiça e pela Corregedoria-Geral do Ministério Público, no sentido de sua manutenção, alteração ou revogação.

O MP-SE orienta ao cidadão que continue utilizando a Ouvidoria como canal de comunicação e envio de demandas.
Telefone – Ligue 127 (segunda a sexta-feira, das 7h às 17h)
E-mail – [email protected]
Site – Denúncia Online
Clique aqui e acesse os e-mails das Procuradorias e Promotorias de Justiça



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça determina que empresas de ônibus limitem número de passageiros em Aracaju

Justiça
Mais Lidas
Publicidade