Justiça


Procons são orientados a abrir processos contra Apple e Samsung por venda de celulares sem carregador


Publicado 13 de maio de 2022 às 16:04     Por Redação AjuNews     Foto Tânia Rêgo / Agência Brasil

Mais de 900 Procons de todo o Brasil foram orientados a abrir processos administrativos contra as empresas Apple e Samsung por vender celulares sem os carregadores de energia. A orientação foi feita pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, nesta quinta-feira (12).

Segundo a nota, a abertura dos processos servirá para que as empresas apresentem explicações para a retirada dos carregadores e até mesmo para tomarem medidas que garantam a satisfação dos consumidores.

“De acordo com estimativas dos órgãos de Defesa do Consumidor, se apenas cerca de metade dos Procons (450) penalizasse em R$ 10 milhões cada uma das duas gigantes tecnológicas, elas teriam de remeter ao fundo de recursos dos Procon nada menos que R$ 9 bilhões”, informou a Senacon.

A Apple anunciou a retirada dos carregadores em outubro de 2020 a partir da venda do iPhone 12. Em janeiro do ano passado, a Samsung anunciou a retirada do carregador e do fone de ouvido para a linha de celular Galaxy S21. As justificativas das empresas foram de que a ação reduz o impacto ambiental.

Com informações da Agência Brasil*



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça nega recurso de Danielle em ação por danos morais de Edvaldo

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.