Justiça


Procons são orientados a abrir processos contra Apple e Samsung por venda de celulares sem carregador


Publicado 13 de maio de 2022 às 16:04     Por Redação AjuNews     Foto Tânia Rêgo / Agência Brasil

Mais de 900 Procons de todo o Brasil foram orientados a abrir processos administrativos contra as empresas Apple e Samsung por vender celulares sem os carregadores de energia. A orientação foi feita pela Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), ligada ao Ministério da Justiça e Segurança Pública, nesta quinta-feira (12).

Segundo a nota, a abertura dos processos servirá para que as empresas apresentem explicações para a retirada dos carregadores e até mesmo para tomarem medidas que garantam a satisfação dos consumidores.

“De acordo com estimativas dos órgãos de Defesa do Consumidor, se apenas cerca de metade dos Procons (450) penalizasse em R$ 10 milhões cada uma das duas gigantes tecnológicas, elas teriam de remeter ao fundo de recursos dos Procon nada menos que R$ 9 bilhões”, informou a Senacon.

A Apple anunciou a retirada dos carregadores em outubro de 2020 a partir da venda do iPhone 12. Em janeiro do ano passado, a Samsung anunciou a retirada do carregador e do fone de ouvido para a linha de celular Galaxy S21. As justificativas das empresas foram de que a ação reduz o impacto ambiental.

Com informações da Agência Brasil*



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Presos são premiados no 6° Concurso de Redação da Defensoria Pública da União (DPU)

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.