Justiça


Sócios e funcionários da cervejaria Backer viram réus por adulteração de bebidas


Publicado 17 de outubro de 2020 às 13:44     Por Fernanda Souto     Foto Reprodução/ TV Globo

Três sócios e oito funcionários da cervejaria Backer foram denunciados e tornaram-se réus no processo que investiga a adulteração de bebidas alcoólicas e uma por falso testemunho, em Minas Gerais. A informação foi divulgada pelo G1, nesta sexta-feira (16).

Na decisão, o juiz Haroldo André Toscano de Oliveira, da 2ª Vara Criminal de Belo Horizonte, suspendeu a decisão que decretou o sigilo do processo. De acordo com a Justiça mineira, a próxima etapa é receber a defesa dos acusados por escrito.

As investigações do caso iniciaram em janeiro deste ano, quando vários pessoas foram internadas após tomarem a cerveja Belorizontina, da Backer, com sintomas de intoxicação.

Os consumidores desenvolveram a síndrome nefroneural, que chegou a matar dez pessoas e deixar outras com problemas nos rins e sintomas como cegueira e paralisação facial.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade de vacina contra covid-19

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.