Mundo


Policial acusado de matar George Floyd paga US$ 750 mil de fiança e é solto


Publicado 05 de julho de 2020 às 13:00     Por Larissa Barros     Foto Reprodução

Um dos policiais acusados de matar o segurança desempregado negro, George Flyod, em Mineápolis nos Estados Unidos, pagou uma fiança de US$ 750 mil (R$ 4 milhões) e foi solto. A informação foi divulgada pelo jornal americano Star Tribune, neste sábado (4).

Segundo a reportagem, Tou Thao, 34 anos, o terceiro policial de Mineápolis demitido por participar da morte de estava na cadeia do condado de Hennepin, no centro de Minnesota.

De acordo com a publicação, o policial tinha a opção de pagar US$ 1 milhão para aguardar em liberdade até o julgamento ou US$ 750 mil para aguardar o julgamento em liberdade.

Ainda segundo o jornal, além de Tou Thao, os ex-oficiais acusados de participar da morte de Flyod, Alexander Kueng e Thomas Lane, também foram libertados após o pagamento da fiança.

George Flyod foi morto no dia 25 de maio, após o policial Derek Chauvin se ajoelhar no pescoço dele durante oito minutos. O segurança deixou a esposa e a filha Gianna, de 6 anos.

Leia mais:
Policial envolvido na morte de George Floyd paga fiança de R$ 3,7 mi e é solto



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Pastor Silas Malafaia é condenado a pagar R$ 15 mil ao deputado Marcelo Freixo

Justiça
Mais Lidas
Publicidade