Polícia


Homem resiste a 17 tiros de borracha e ataca cabo da PM com barra de ferro no Pará


Publicado 14 de janeiro de 2021 às 08:26     Por Eduardo Costa     Foto Tânia Rego/AjuNews

Um homem resistiu a 17 tiros de balas de borracha e atacou um cabo da Polícia Militar (PM) com uma barra de ferro na cabeça em Belém (PA). O cabo está internado em estado grave desde o ocorrido, na última segunda-feira (11). Segundo o Ministério Público Militar (MPM), o homem de 44 anos estaria em surto psicótico.

Moradores registraram a ação. As imagens mostram que quatro policiais atiram contra o suspeito com balas de borracha. Ele continua avançando, e encurrala o cabo Elder Vilhena dos Santos. O profissional da PM tenta correr de costas, cai e sofre golpes na cabeça com uma barra de ferro. A equipe da PM atirou de volta com munição letal, e matou o homem.

“Os policiais foram atacados por ele e usaram munição de borracha para contê-lo, mas mesmo assim ele continuou o ataque. Um dos policiais caiu ao solo e foi agredido com uma barra de ferro na cabeça. Para cessar a agressão foi efetuado um disparo de arma de fogo. O agressor veio a óbito”, informou a PM do Pará ao portal UOL.

Já o cabo está com traumatismo craniano na UTI do Hospital Regional Metropolitano de Ananindeua. A PM não informou se ele corre risco de vida, e disse que foi acionada após moradores relatarem ameaças de um homem “transtornado” e armado.

O caso está sendo investigado com um inquérito pelo Ministério Público Militar. O promotor Armando Brasil informou que a ação da PM em atirar sobre o homem com arma de fogo após os tiros de borracha pode ser considerada legítima defesa.

“Eles resolveram agir dentro da legítima defesa de terceiros, algo que deveriam ter feito antes. Se a guarnição já tivesse atirado [com bala de ferro], talvez não acontecesse isso com o colega. A filosofia da PM é proteger a própria integridade e depois a dos colegas para fornecer segurança à sociedade. Creio que houve uma falha ao conter o homem”, afirmou.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Desembargador que ofendeu guarda e se recusou a usar máscara em Santos não pagou multa de R$ 100

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.