Polícia


Polícia registra 50 casos de violência a pessoas LGBTQIA+ até outubro em Aracaju


Publicado 25 de novembro de 2021 às 21:40     Por Fernanda Souto     Foto Divulgação/ SSP

Foram registrados 50 procedimentos policiais relacionados à violência contra as pessoas da comunidade LGBTQIA+, em Aracaju, apenas até o mês de outubro deste ano. Deste total, 30 foram de vítimas transexuais.

A delegada Meire Mansuet destacou que os casos envolvem tanto violência física, quanto psicológica. “A violência física ainda constitui o número expressivo das notificações, assim como o preconceito e discriminação que são cometidos pelas redes sociais. Essa prática feita pela internet, agora é classificada como racismo em razão de identidade de gênero e orientação sexual”, enfatizou.

A Polícia Civil conta com uma unidade especializada para o atendimento às vítimas de violência em razão da identidade de gênero. Dentre as delegacias que formam o Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), está a Delegacia de Atendimento a Crimes Homofóbicos, Racismo e Intolerância Religiosa (Dachri).

As vítimas podem procurar a sede do DAGV, localizada na rua Itabaiana, 258, no Centro de Aracaju, para formalizar o registro do fato. O DAGV dispõe ainda do telefone (79) 3205-9400. Além disso, as denúncias podem ser feitas, por qualquer pessoa, por meio do telefone 181. A Polícia Militar também pode atender os casos de flagrante por meio do telefone 190.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.