Polícia


Representantes do governo e da Polícia Unida marcam nova reunião para próxima quinta (24)


Publicado 16 de fevereiro de 2022 às 17:51     Por Fernanda Souto e Quesia Cerqueira     Foto Divulgação/ SSP

Os representantes do Movimento Polícia Unida e do governo do Estado devem discutir novamente, na próxima quinta-feira (24), sobre as pautas cobradas pelos profissionais de segurança pública que serão enviadas à Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese). A informação foi confirmada pelo Secretario de Estado Geral do Governo, José Carlos Felizol, após reunião entre os envolvidos, nesta quarta (16), na sede da Secretaria de Segurança Pública (SSP-SE).

De acordo com o secretário, na reunião desta quarta (16), vários chefes de outras pastas do Estado ouviram as propostas das categorias e discutiram algumas delas. “Já foi encaminhado para a Secretaria de Estado da Administração, onde está sendo feito todos os cálculos e impactos financeiros”, disse durante coletiva de imprensa.

No entanto, segundo os integrantes do movimento, a reunião terminou sem nenhuma proposta apresentada pelo Governo do Estado. “Uma vergonha, para um Governo que não respeita policial”, disse o presidente da Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise), coronel Adriano Reis. Os líderes da Polícia Unida estão decidindo em assembleia com a categoria neste momento qual será a diretriz a ser tomada junto os membros das Forças de Segurança e Salvamento.

Após a reunião, em coletiva, Felizol frisou que é de grande importância os projetos serem financeiramente analisados para que não afete negativamente os ajustes fiscais feitos no governo de Belivaldo Chagas (PSD). Logo, o próximo encontro com os representantes do movimento deve acontecer após o projeto ser apresentado ao governador. O secretário frisou o trabalho essencial feito pelos policiais, mas salientou que outras categorias também precisam ser atendidas. “Há muito custo em Sergipe”, disse.

Participaram da reunião, os secretários: João Eloy – SSP/SE, José Carlos Felizola – SeGov, Manuel Dernival – Sead, Marco Antônio Queiroz (Sefaz), Givaldo Ricardo – Secom, Vinicius Oliveira – PGE, membros da cúpula da SSP, superintendente Executivo, Cel Andrade, comandante Geral do Corpo de Bombeiro, Cel Alexandre e comandante Geral da PM – Cel Marcony Cabral e o Delegado Geral Thiago Leandro e representantes das associações ligados ao Movimento Polícia Unida: Associação dos Delegados de Polícia do Estado de Sergipe (Adepol/SE) – Isaque Cangussu e o Sindicato dos Policiais de Civis do Estado de Sergipe (Sinpol/SE) – Adriano Bandeira, Associação dos Oficiais Militares de Sergipe (Assomise) – cel Adriano Reis, Associação dos Militares da Reserva e Pensionistas (Asmirp) – Sargento Lau, a União Da Categoria Associada do Estado de Sergipe (Unica/SE) – Cabo Will Guerreiro, ten Elisangela (Associação Integrada de Mulheres da Segurança Pública em Sergipe (Asimusep) e o deputado estadual Cap Samuel.

O encontro aconteceu após uma Assembleia do Movimento Polícia Unida na terça-feira (15) reunir polícias militares, civis e bombeiros com o objetivo de obter uma resposta por parte do governador frente às reivindicações pautadas pelas carreiras. Saindo do estacionamento do Parque da Sementeira, na Zona Sul de Aracaju, as categorias foram em direção ao Palácio dos Despachos e protocolaram um pedido de reunião emergencial com o Governo.

A pauta do movimento Polícia Unida contém três pontos: a recomposição inflacionária; a reestruturação das carreiras policiais; e o adicional de periculosidade.

Leia mais:
Após ato, Governo apresenta contraproposta aos membros da Polícia Unida nesta quarta (16)
Vídeo: Policiais ameaçam invadir Palácio dos Despachos após falta de diálogo com Belivaldo; força de choque é acionada
“Será um grande legado do governo de Belivaldo”, diz vice-presidente da Adepol sobre possível concessão do adicional de periculosidade

 



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Lixões são interditados nos municípios de Pacatuba e Brejo Grande após fiscalização

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.