Política


Arthur Lira estuda projeto de flexibilização de financiamento de campanhas eleitorais por empresas, diz jornal


Publicado 04 de maio de 2021 às 13:03     Por Larissa Barros     Foto Luis Macedo / Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP), estaria estudando uma possível flexibilização do financiamento de campanhas eleitorais para o pleito de 2022. Dessa forma, empresas privadas poderiam realizar doações.

A proposta de flexibilização vai contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), aprovada há seis anos atrás, que proíbe que empresas financiem campanhas eleitorais.

De acordo com informações publicadas pelo jornal Estadão, a proposta está sendo discutida nos bastidores por deputados, e prevê que sejam estabelecidos tetos de R$ 500 mil a R$ 1 milhão por empresa, independentemente do porte da companhia.

No entanto, segundo a publicação, o valor poderia ser doado a um só candidato, ou ao partido. Lira pode criar uma comissão para analisar a proposta ainda nesta terça-feira (4).

A decisão de proibir a doação de empresas aconteceu em setembro de 2015, após a Operação Lava Jato revelar um esquema bilionário de corrupção que envolvia troca de contratos na administração pública e distribuição de propina.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça determina que empresas de ônibus limitem número de passageiros em Aracaju

Justiça
Mais Lidas
Publicidade