Política


Manifestantes de direita e esquerda se unem contra governo de Fernández e Cristina Kirchner


Publicado 10 de julho de 2022 às 12:25     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Redes Sociais

No Dia da Independência da Argentina, neste sábado (9), milhares de manifestantes de esquerda e direita foram às ruas protestar contra o presidente Alberto Fernández e da vice, Cristina Kirchner. A manifestação foi chamada de Argentinazo e foi convocada pelas redes sociais e teve o destino em Buenos Aires, no Obelisco.

Segundo o jornal Clarín, manifestantes gritavam palavras de ordem e de críticas ao ‘governo de ladrões’. Outras cidades argentinas registraram protestos, como Rosário, Mar del Plata e San Miguel de Tucumám.

Os protestos tiveram como foco a crise econômica na Argentina, cuja inflação de 29,3% acumulada de janeiro a maio representou o maior patamar para os cinco primeiros meses do ano desde 1991. As previsões privadas mais recentes coletadas mensalmente pelo Banco Central indicam que a inflação será de 72,6% neste ano e de 60% em 2023.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Lixões são interditados nos municípios de Pacatuba e Brejo Grande após fiscalização

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.