Política


Ministro diz que governo não pode interferir nos preços da Petrobras


Publicado 21 de junho de 2022 às 16:02     Por Redação AjuNews     Foto Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Após a renúncia do presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, afirmou que não é possível interferir no preço dos combustíveis da estatal. A declaração aconteceu durante uma audiência pública conjunta das comissões de Fiscalização Financeira e Controle; de Finanças e Tributação; de Minas e Energia; e de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (21).

Sachsida disse que os preços praticados são uma decisão da empresa. “Não está no controle do governo. E, honestamente, preço é uma decisão da empresa, não do governo. Além disso, nós temos marcos legais que impedem a intervenção do governo numa empresa, mesmo o governo sendo acionista majoritário”.

Ainda na oportunidade, o ministro de Minas e Energia comentou sobre a saída de José Mauro da gestão da Petrobras. De acordo com Adolfo Sachsida, apesar de “respeitar muito” o ex-presidente da estatal, a troca no comando da empresa já estava decidida.

Com informações da Agência Brasil*



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

TCE-SE encaminha à Justiça Eleitoral lista de gestores que tiveram contas reprovadas

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.