Política


Ministro diz que governo não pode interferir nos preços da Petrobras


Publicado 21 de junho de 2022 às 16:02     Por Redação AjuNews     Foto Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Após a renúncia do presidente da Petrobras, José Mauro Coelho, o ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, afirmou que não é possível interferir no preço dos combustíveis da estatal. A declaração aconteceu durante uma audiência pública conjunta das comissões de Fiscalização Financeira e Controle; de Finanças e Tributação; de Minas e Energia; e de Viação e Transporte da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (21).

Sachsida disse que os preços praticados são uma decisão da empresa. “Não está no controle do governo. E, honestamente, preço é uma decisão da empresa, não do governo. Além disso, nós temos marcos legais que impedem a intervenção do governo numa empresa, mesmo o governo sendo acionista majoritário”.

Ainda na oportunidade, o ministro de Minas e Energia comentou sobre a saída de José Mauro da gestão da Petrobras. De acordo com Adolfo Sachsida, apesar de “respeitar muito” o ex-presidente da estatal, a troca no comando da empresa já estava decidida.

Com informações da Agência Brasil*



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça nega recurso de Danielle em ação por danos morais de Edvaldo

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.