Política


Primeiro-ministro do Reino Unido renuncia e aumenta crise no parlamento


Publicado 07 de julho de 2022 às 12:20     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Redes Sociais

O primeiro-ministro britânico Boris Johnson anunciou, nesta quinta-feira (7), sua renúncia à liderança do Partido Conservador. A decisão acontece em meio a uma escalada da crise do parlamento britânico e abre o caminho para que o partido faça uma eleição interna para a escolha de um novo premier. Johnson permanecerá no cargo até a escolha do sucessor.

“Eu concordei com Sir Graham Brady, líder dos parlamentares, que o processo de escolha desse novo líder deveria começar agora e o cronograma será anunciado na próxima semana”, disse. “E hoje eu nomeei um Gabinete para servir, como farei, até que um novo líder esteja no lugar”, disse Boris em discurso.

A saída do primeiro-ministro começou a ser especulada após uma série de fatos que revoltaram os britânicos. Entre elas está a promoção dada a aliado acusado de abuso sexual, festas proibidas na residência oficial durante a pandemia e reforma paga com dinheiro de doador do Partido Conservador. Boris, que está no cargo desde 2019, é acusado de mentir sucessivas vezes à população e ao partido.

Leia mais
Nossa Senhora do Socorro celebra emancipação política com atos religiosos e artísticos nesta quinta (7)



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Lixões são interditados nos municípios de Pacatuba e Brejo Grande após fiscalização

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.