Política


Pros volta atrás sobre apoio à Lula e mantém candidatura de Marçal à Presidência da República; entenda


Publicado 04 de agosto de 2022 às 14:20     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Redes Sociais

Uma decisão do Supremo Tribunal de Justiça (STJ), na noite desta quarta-feira (3), tornou o apoio do Pros à Lula e Alckmin incerto. O comando do partido voltou para as mãos de Marcos Holanda. Ele integra a ala que defende a candidatura própria do empresário Pablo Marçal à presidência da República. Um dia antes, Eurípedes Júnior, que estava na presidência do Pros, selou acordo com a chapa PT/PSB.

“O Lula é tão ladrão que queria roubar a minha candidatura, mas ainda temos justiça nesse país”, escreveu Marçal em uma rede social, nesta quinta-feira (4). A decisão do STJ ainda cabe recurso e o empresário pretende levar até o fim a candidatura, oficializada em convenção no domingo (31).

Pablo, que também é coach, tenta disputar sua primeira eleição ao Palácio do Planalto, ameaçou entrar na Justiça eleitoral para garantir a candidatura. Sua vice, Fátima Pérola Neggra (Pros), e ele apresentaram plano de governo que pretende “recuperar 30 anos de retrocesso e alcançar mais 10 anos de avanço”. O programa 40 anos em 4 será baseado em parcerias público-privadas, diz o documento.

Em seu registro, Marçal declarou R$ 17 milhões em bens, dos quais R$ 13,7 milhões são provenientes de participações societárias. Como profissão, ele se declarou empresário. Com 35 anos, o mínimo exigido para ser candidato presidencial, o influenciador digital possui forte presença em redes sociais como Instagram, onde possui mais de 2,3 milhões de seguidores.

Em janeiro deste ano, Pablo Marçal ganhou destaque no noticiário por ter liderado uma expedição com mais de 30 pessoas ao Pico do Marins, em São Paulo. Ao final, devido ao mau tempo, todos precisaram ser resgatados pelos bombeiros militares.

Leia mais
Decisão de Barroso não altera condição de Valmir, afirma assessoria



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

TCE-SE encaminha à Justiça Eleitoral lista de gestores que tiveram contas reprovadas

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.