Política


Sukita é condenado a pagar R$12 mil por calúnia e difamação contra Cristiano Cavalcante


Publicado 14 de janeiro de 2022 às 08:42     Por Redação AjuNews     Foto Reprodução / Redes Sociais

O ex-prefeito de Capela, Manoel Messias Sukita, foi condenado por danos morais, por ofensas e falsas afirmações sobre a vida pessoal do ex-prefeito de Ilha das Flores, Cristiano Cavalcante, que atualmente é esposo da atual prefeita do município do Leste Sergipano, Silvany Mamlak (PSC).

A Justiça entendeu que ações de Sukita se enquadraram como calúnia e difamação, dentro do que foi avaliado pelo judiciário. Ainda de acordo com a decisão, as postagens e afirmações de Sukita ultrapassaram o limite da crítica.

Com a decisão, ficou decidido o pagamento do valor de R$ 12 mil em danos morais, acrescido de 1% de juros ao mês a partir da data, bem como o pagamento das custas processuais e honorários de advogado no valor correspondente de 10% do valor total da ação.

Em novembro de 2021, a Segunda Turma do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5) negou, por unanimidade, provimento à apelação Sukita e de José Edivaldo dos Santos, secretário de finanças em sua gestão, e manteve a sentença da 9ª Vara da Justiça Federal do estado, que os condenou, em ação de improbidade administrativa, pelo desvio de mais de R$ 700 mil em recursos públicos federais.

Leia mais
TRF-5 mantém condenação de Sukita por desvio de mais de R$ 700 mil em recursos públicos



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.