Saúde


Secretaria de Saúde emite alerta de Hepatite Aguda misteriosa em crianças e adolescentes em Sergipe


Publicado 12 de maio de 2022 às 13:03     Por Fernanda Sales     Foto Arquivo / Governo de Sergipe

Após casos prováveis de Hepatite Aguda de causa desconhecida em crianças e adolescentes, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) emitiu alerta, nesta quarta-feira (11), para toda rede de saúde dos municípios sergipanos. A doença, que até então vem sendo chamada de ‘hepatite misteriosa’, está se alastrando pelo mundo e já tem casos suspeitos no Brasil, atingindo principalmente crianças. Sergipe ainda não registrou nenhum caso suspeito.

A nota técnica de alerta foi enviada pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde, orientando sobre a notificação, investigação e fluxo laboratorial de casos prováveis de Hepatite Aguda.

O documento orienta a rede de saúde pública e privada sobre o cenário epidemiológico e as medidas que deverão ser adotadas sobre o surgimento de casos. As notificações devem ser feitas pelos profissionais de saúde em até 24 horas através dos canais de comunicação que incluem formulário, email e telefone.

Segundo a nota, não há fator de risco epidemiológico identificado até o momento, incluindo viagens internacionais e intoxicações. Nenhum vínculo com a vacina da covid-19 foi identificado e informações detalhadas coletadas sobre alimentos, bebidas e hábitos pessoais não identificaram nenhuma exposição comum.

A síndrome clínica entre os casos identificados é a Hepatite Aguda (inflamação do fígado) com enzimas hepáticas acentuadamente elevadas. Muitos casos relataram sintomas gastrointestinais, incluindo dor abdominal, diarreia e vômito antes da apresentação de Hepatite Aguda Grave, aumento dos níveis de enzimas hepáticas e icterícia. A maioria dos casos não apresentou febre.

Primeiros casos
No dia 5 de abril deste ano, o Ponto Focal Nacional do Regulamento Sanitário Internacional do Reino Unido notificou à Organização Mundial da Saúde (OMS) sobre o aumento de casos de Hepatite Aguda de origem desconhecida em crianças menores de 10 anos, previamente saudáveis, no cinturão central da Escócia.

De acordo com a OMS mais de 200 casos de Hepatite Aguda Grave de causa desconhecida foram notificados entre crianças de 1 mês a 16 anos, em 12 países (Reino Unido, Espanha, Israel, Estados Unidos, Dinamarca, Irlanda, Holanda, Itália, Noruega, França, Romênia e Bélgica).

Até o dia 11 de maio, foram notificados 28 casos prováveis no Brasil. Oito casos sob investigação em São Paulo, sete no Rio de Janeiro, dois no Espírito Santo, quatro em Minas Gerais, dois em Pernambuco, bem como no três no Paraná, e dois casos em Santa Catarina. Trata-se de crianças de 2 a 12 anos, sendo a maioria do sexo masculino.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça nega recurso de Danielle em ação por danos morais de Edvaldo

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.