Saúde


Após 10 anos em reforma e aumento milionário no orçamento, maternidade do HU-UFS deve ser entregue em dezembro


Publicado 21 de setembro de 2020 às 08:56     Por Fernanda Souto     Foto Divulgação/Universidade Federal de Sergipe

Há 10 anos em reforma e de um aumento de mais de R$ 3 milhões no orçamento inicial, a Unidade Materno Infantil do Hospital Universitário (HU), localizada no campus da saúde da Universidade Federal de Sergipe (UFS), em Aracaju, deve ser entregue em dezembro deste ano. A obra está 85% concluída.

A reforma da Unidade começou em 2010 com investimento inicial de R$ 15,7 milhões, recurso oriundo dos cofres federais. Parte da verba para obra foi proveniente de emendas individuais e coletivas apresentadas pelos parlamentares federais de Sergipe, inclusive por alguns que já não estão em Brasília.

Em 2011, a obra foi suspensa após a empresa responsável vir à falência. A mesma situação se repetiu com a empresa sucessora, que depois de vários processos burocráticos também faliu e adiou ainda novamente a entrega da maternidade. No início de 2018, após todos os processos licitatórios realizados no ano anterior, a obra foi entregue a uma nova construtora. O valor do orçamento subiu para R$ 19,3 milhões, um aumento de mais de R$ 3,5 milhões em relação ao valor inicial. Os nomes das construtoras não foram detalhados.

Ao AjuNews, o reitor e chefe da divisão de projetos da UFS, professor Jorge Antônio Vieira Gonçalves, afirmou que obras estão quase finalizadas. “Do primeiro ao quinto pavimento já estão com os pisos vinílicos concluídos, está sendo executado o piso do térreo, os racks de cabeamento estão sendo instalados, estamos finalizando a subestação, as portas já foram todas instaladas, inclusive as do térreo, e os elevadores também estão sendo concluídos”, declarou.

Vieira explicou que foi preciso ter um reforço estrutural, aumentando o valor original previsto na licitação. “Essa é uma obra de reforma, em uma obra de reforma, segundo a lei da licitação 8.666, é previsto que haja um acréscimo de até 50% no orçamento. Essa obra ficou parada por algum tempo, quando a empresa anterior foi à falência. Então, muita coisa que nós previmos na planilha orçamentária em reaproveitar, os elevadores por exemplo, não puderam ser reaproveitados”, disse.

Apesar da previsão de a entrega dos 118 leitos ser para este ano, o atendimento será parcial, pois os equipamentos necessários ao funcionamento pleno serão adquiridos entre este e o próximo ano.

Sobre a contratação dos funcionários, o Hospital Universitário da Universidade Federal de Sergipe (HU-UFS), vinculado à Rede Ebserh, esclareceu em nota para reportagem que “já existe um pessoal dimensionado para começar a trabalhar na Unidade, assim que o prédio for entregue e liberado para funcionamento”.

Ainda segundo a entidade, “a regulação de pacientes para a maternidade depende de plano de contratualização com o gestor do Sistema Único de Saúde (SUS), o que pode gerar, no futuro, necessidade de novas convocações para reajuste no quantitativo de colaboradores”.

A Unidade Materno Infantil terá capacidade para realizar cerca de 300 partos mensais. O prédio contará com UTI Neonatal, UTI Adulto, UTI Pediátrica, leitos de Enfermaria e Berçário. O benefício para usuários do SUS é imediato, dada a carência de leitos maternos enfrentada hoje em Sergipe.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.