Cidades


Após morte de homem negro em supermercado, grupo protesta em frente ao Makro em Aracaju


Publicado 20 de novembro de 2020 às 18:43     Por Roberta Cesar     Foto Arquivo Pessoal / Linda Brasil

Após a morte de um homem negro identificado como João Alberto Silveira Freitas, 40 anos, que foi espancado por seguranças do supermercado Carrefour, no Rio Grande do Sul, nesta quinta-feira (19), manifestantes fizeram um ato, nesta sexta-feira (20), em frente ao supermercado Makro, em Aracaju. A manifestação aconteceu em no supermercado pois a unidade foi comprada pelo Carrefour.

O ato aconteceu, nesta sexta, dia da Consciência Negra. A vereadora eleita com mais votos em Aracaju, Linda Brasil, esteve presente no ato e afirmou ao AjuNews que a mobilização é para mostrar a indignação às mortes da população negra no país.

“É uma forma da gente demonstrar a nossa indignação ao extermínio da população negra no Brasil. Esse triste episódio de ontem reforça a importância da luta a favor dos direitos humanos, da população negra, da periferia, das mulheres, das LGBTs”.

Ao relembrar do caso de João Alberto, Linda ainda destacou a importância da mobilização social. “Então é muito significativo e importante que a população do Brasil com este fato, consiga despertar e levar para a sociedade a importância da gente lutar para garantir mais direitos e não aceitar tanta violência, principalmente a população negra que sofre tanta falta de justiça social, tantas oportunidades de ocupar espaços de decisões na sociedade”, finalizou.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça condena TV Globo a pagar R$ 65,4 mil a primeira vencedora do “Caminhão do Faustão”

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.