Educação


Após decisão judicial sobre passaporte vacinal, UFS adia retorno das atividades nos campi de Lagarto e do Sertão


Publicado 15 de janeiro de 2022 às 10:10     Por Redação AjuNews     Foto Adilson Andrade/ Ascom/ UFS

O retorno das atividades acadêmicas dos campi de Lagarto e do Sertão da Universidade Federal de Sergipe (UFS) foi adiado para o dia 31 de janeiro. A decisão aconteceu após o recebimento, nesta sexta-feira (14), de uma notificação da Justiça Federal em relação à decisão liminar proferida pelo juiz titular da 3ª Vara Federal de Sergipe, Edmilson da Silva Pimenta, que determinou a exigência da comprovação de imunização completa contra a covid-19 como condição para acesso à instituição de educação.

Segundo a UFS, o adiantamento se deu em virtude da necessidade de ajustes em sistemas, para efeito do atendimento à decisão judicial. Ainda de acordo com a instituição, as atividades administrativas seguem regularmente até novo comunicado da gestão superior da universidade sobre os procedimentos a serem adotados em atendimento ao disposto na decisão judicial.

Ainda de acordo com a UFS, foi realizada uma reunião com os Diretores de Centro/Campus para apreciar proposta de alteração da Resolução Nº 41/2021/CONEPE, com o objetivo de incluir a obrigatoriedade do comprovante vacinal, tendo em vista a decisão do Ministro do STF, Ricardo Lewandowski. A proposta será ponto de pauta de reunião extraordinária do Conepe, prevista para ocorrer no dia 19 deste mês.

 



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.