Polícia


Homem é preso suspeito de estupro contra as duas filhas em Monte Alegre


Publicado 04 de maio de 2021 às 18:39     Por Redação AjuNews     Foto Divulgação / Polícia Civil

Um homem foi preso, nesta terça-feira (4), por estupro de vulnerável contra suas filhas, em Monte Alegre de Sergipe. Segundo a Polícia Civil, o suspeito estava foragido e tinha voltado recentemente da região de fronteira com a Bolívia. Os abusos teriam começado quando as vítimas tinham apenas 7 e 2 anos. As investigações mostraram que uma delas chegou a engravidar do pai e este auxiliou em um aborto.

À polícia, as menores confirmaram os abusos que vinham sofrendo. Segundo o delegado Eurico Nascimento, uma das vítimas, afirmou que teve relações sexuais diárias com o pai dos 7 aos 12 anos de idade, embora os abusos sexuais tenham sidos iniciados anteriormente, e com 11 anos engravidou do pai, que deu remédios abortivos à filha, o que interrompeu a gestação.

Ainda de acordo com a vítima, a sua irmã mais nova, à época do crime com apenas 2 anos de idade, também foi abusada com carícia do pai e com a realização de sexo oral. Após denúncias encaminhadas pelo Disque 100, o Conselho Tutelar e a Polícia Civil foram acionados, razão pela qual o investigado se fugiu para uma cidade na fronteira com a Bolívia, de onde continuava em contato com a filha, através de videochamada por aplicativo, solicitando que fossem mostradas partes íntimas por parte da filha, conforme informou a autoridade policial.

“Em posse de laudos periciais que atestaram a prática de conjunção carnal, a autoridade policial representou pela prisão preventiva do indiciado, o que foi acatada pelo Judiciário local. No dia de hoje, demos cumprimento ao respectivo mandado de prisão. Ao ser interrogado, o investigado confessou a prática dos crimes sexuais contra as duas filhas, dando detalhes de como aconteciam, inclusive afirmou ter continuado com os atos sexuais enquanto a criança ainda se recuperava do aborto”, citou Eurico. O homem está à disposição da Justiça.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.