Polícia


PM agride entregador de aplicativo e o ameaça com arma no DF; veja vídeo


Publicado 21 de janeiro de 2020 às 09:44     Por Redação AjuNews     Foto Reprodução / Instagram

Um entregador de aplicativo, de 21 anos, foi agredido por um policial militar armado na noite deste domingo (20), em frente a um condomínio na QI 12 de Taguatinga Norte, em Brasília, no Distrito Federal. A discussão ocorreu após o motoboy se negar a retirar a moto da frente do prédio. As informações são do Correio Brasiliense.

Segundo a reportagem, o militar é morador do prédio e não estava a serviço no momento. No vídeo, ele reclamou porque a moto do motorista estava parada na frente da guarita do condomínio. “Aqui é uma área particular”, diz o homem ao motoboy. Em outro momento do vídeo, o policial o instiga o rapaz a “cair para dentro” para uma possível briga.

Em outro registro, o PM agride o motoboy após a vítima tentar filmá-lo. Então, o militar se aproxima do motorista e o empurra para frente. Em seguida saca uma arma do bolso da bermuda. “Tira essa moto daqui”, ordena. O motoboy se recusa e diz que “não é nenhum cachorro”. Em filmagem feita pelo motoboy, ele relata que foi entregar uma encomenda, mas que estava sendo ofendido. “A portaria desse prédio está me tratando mal. O policial ali (aponta para o PM) chegou me batendo, arrastando um revólver e dizendo que era um bosta, que eu sou um lixo”, relata.

Em nota oficial, a PM explica que o síndico e o porteiro do condomínio solicitaram a ajuda do policial, “devido a atitude agressiva e suspeita de um homem que, segundo eles, estava com um volume na cintura em frente ao prédio. Tratava-se de um entregador que já havia finalizado seu serviço e se recusava a ir embora e retirar sua motocicleta da entrada do edifício, local impróprio para estacionamento”.

Ainda de acordo com a nota na delegacia, “foi constatado que o entregador possui várias passagens pela polícia, entre elas, porte ilegal de arma de fogo, receptação, desacato, entre outras. A PMDF vai analisar as imagens para verificar e apurar qualquer excesso”.

A ocorrência foi registrada na 12ª Delegacia de Polícia (Taguatinga) pelo próprio PM. O motociclista também prestou depoimento na delegacia. Foram ouvidas testemunhas e os envolvidos seguiram para o Instituto de Medicina Legal (IML).

View this post on Instagram

PM AGRIDE ENTREGADOR DE APLICATIVO E O AMEAÇA COM ARMA ➡️ Um entregador do aplicativo iFood foi agredido por um policial militar, na noite de domingo (19), após estacionar sua moto na frente do condomínio Carpe Diem, em Taguatinga, no Distrito Federal. Em determinado momento, o PM saca um revólver da cintura e ameaça o motoboy. O caso está sendo investigado na 12ª Delegacia de Polícia. Em vídeo que circula nas redes sociais, o motoboy diz que usaria o celular para filmar a ação do agente, que reage com agressões. Em seguida, o PM saca o revólver e continua a ameaçar o entregador. “Tira a moto daqui!”, grita. O motoboy então reage e diz que o policial “não está de serviço” e que não poderia agir daquela forma. “Não interessa”, responde o agente. Outro vídeo, filmado pelo entregador, revela seu desabafo após o confronto. “Eu sou motoboy do iFood e vim só entregar. A portaria desse prédio aqui me tratando mal, o policial chegou me batendo, arrastando revólver e dizendo que eu sou um bosta, um lixo”, conta. #distritofederal #taguatinga #policia #ajunews

A post shared by AjuNews (@ajunews.com.br) on



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Candidato a vice-governador na chapa de Rogério Carvalho aponta perseguição política em pedido de prisão

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.