Política


‘É preciso estudar para garantir boa recolocação para todos’, diz Luciano Bispo sobre reforma da Rodoviária Velha


Publicado 15 de setembro de 2020 às 13:24     Por Peu Moraes     Foto Peu Moraes / AjuNews

O presidente da Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese), Luciano Bispo (MDB), afirmou que está preocupado com os moldes da reforma no Terminal Rodoviário Luiz Garcia, mais conhecida como rodoviária velha, no Centro, de Aracaju. “Essa reforma apesar de ser importante deve mexer com as empresas do transporte intermunicipal e isso me preocupa porque é preciso estudar os moldes para garantir uma recolocação boa para todos”, disse durante sessão mista na Casa Legislativa, nesta terça-feira (15).

De acordo com o Governo de Sergipe, através da Secretaria Estadual do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade, o projeto de reforma tem entre seus principais objetivos, modernizar o terminal rodoviário,  para melhor os serviços de aquisição de passagens e o transporte público intermunicipal, bem como as condições do ambiente, tornando o tempo de espera mais agradável para os passageiros e integrando os serviços com os do Terminal Rodoviário José Rollemberg Leite, no bairro do Capucho, Zona Norte de Aracaju, uma vez que, atualmente, o Terminal Luiz Garcia opera diariamente com 330 linhas para as cidades do interior.

“A reforma abrange todo o interior e entorno do terminal e, uma vez revitalizado, o prédio de conceito modernista que foi construído em 1962 e é tombado pelo Patrimônio Histórico e Artístico Estadual será primordial para a urbanização e revitalização do centro de Aracaju”, disse, Ubirajara Barreto, responsável pela pasta do Desenvolvimento.

O projeto de revitalização do espaço foi aprovado em maio deste ano pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os recursos para a reforma correspondem a uma colaboração financeira não reembolsável, a custo zero para o Estado, e são provenientes do Fundo para o Desenvolvimento Regional com Recursos da Desestatização (FRD), gerido pelo BNDES e aplicado em municípios de influência da Vale, totalizando R$ 6.002.022,43.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Por divulgação de obra no Japãozinho, Justiça determina que Edvaldo exclua vídeo das redes sociais

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.