Política


Esquerda pode criar novo partido para enfrentar Bolsonaro em 2022, diz jornal


Publicado 20 de julho de 2020 às 15:00     Por Peu Moraes     Foto Gilson Teixeira / Governo do Maranhão

Conversas entre líderes da esquerda brasileira estão acontecendo, com o objetivo de criar uma nova legenda partidária após as eleições municipais previstas para acontecer em novembro deste ano. A informação foi publicada pelo jornal O Globo, nesta segunda-feira (20). O primeiro sinal de “namoro” entre o PSB e o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi revelado pelo jornal na semana passada.

De acordo com o jornal, Dino realmente deseja uma fusão das duas siglas, de olho na eleição presidencial de 2022. Ele quer ser candidato ao Palácio do Planalto, embora negue publicamente o sonho. Setores do PSB gostam da ideia de unir forças, e o partido parou de lançar o balão de ensaio da candidatura do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, filiado desde 2018.

Com a fusão, seria possível tocar um fundo eleitoral de mais de R$ 145 milhões, valor superior ao que é recebido por PSDB, DEM e PP. A interlocutores, Dino chama o projeto de “MDB da esquerda”, pois acredita que poderá trazer para o novo partido vários nomes insatisfeitos com os rumos das suas próprias legendas. Um dos exemplos é o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ).



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Candidato a vice-governador na chapa de Rogério Carvalho aponta perseguição política em pedido de prisão

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.