Política


‘É preciso que a Semed pare de agir de forma autoritária’, critica Linda Brasil sobre retorno presencial às aulas em Aracaju


Publicado 04 de maio de 2021 às 16:19     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Assessoria parlamentar

As vereadoras de esquerda da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Linda Brasil (PSOL) e Ângela Melo (PT), criticaram, nesta terça-feira (4), o retorno às aulas presenciais nas escolas públicas da capital, previsto para acontecer na próxima segunda-feira (10). Linda usou o espaço durante a sessão na Casa para criticar a Secretaria Municipal de Educação (Semed), que, segundo ela, age de forma autoritária diante da situação epidemiológica da pandemia do novo coronavírus (covid-19) em Aracaju.

“Isso é um absurdo! O Ministério Público precisa ser acionado. É preciso que a Semed pare de agir de forma autoritária e dialogue com toda a comunidade escolar. Exigimos que o Governo Municipal assegure as condições para o ensino remoto e as condições físicas e materiais adequadas para o retorno presencial somente após a vacinação”, afirmou.

A declaração da vereadora foi uma manifestação à denúncia do Sindicato dos Profissionais de Ensino do Município de Aracaju (Sindipema) de uma possível manobra da Semed para pressionar professores e gestores das escolas municipais para retorno às aulas sem a vacinação da categoria contra a covid-19.

Já Ângela, que é professora, usou as redes sociais para criticar retorno dos alunos às escolas. “Determinar o retorno às aulas presenciais no cenário em que estamos é empurrar as nossas crianças para uma câmara de gás”, disse a petista.

De acordo com o governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), há intenção de priorizar a vacinação dos profissionais da educação, mas ainda não há prazo específico para acontecer. Na última reunião do Comitê Técnico-Científico, o gestor determinou a retomada das atividades presenciais para turmas de 1º e 2º anos do Ensino Fundamental.

Leia mais
Sindicato de professores de Aracaju denuncia possível manobra da prefeitura para pressionar retorno às aulas presenciais; Secretaria de Educação rebate



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça determina que empresas de ônibus limitem número de passageiros em Aracaju

Justiça
Mais Lidas
Publicidade