Política


Justiça da Bahia pede prisão temporária de candidato a vice-governador na chapa de Rogério Carvalho


Publicado 05 de agosto de 2022 às 16:51     Por Fernanda Souto     Foto Reprodução/ Instagram

O empresário Sérgio Gama (MDB), nome que o ex-governador Jackson Barreto (MDB) indicou como vice para a chapa de Rogério Carvalho (PT) ao governo de Sergipe, teve prisão temporária pedida pela Justiça da Bahia, nesta sexta-feira (5). O filho do ex-prefeito de Aracaju, João Augusto Gama, é acusado de ameaça, dano qualificado, crimes do sistema nacional de armas, e associação criminosa.

De acordo com o documento da representação, obtido pelo AjuNews, trabalhadores rurais, moradores da Colônia Lagartense, e vinculados a uma associação com nome idêntico, em Itapicuru, foram vítimas de atos de violência praticados por diversos acusados, dentre ele, Sérgio, com a intenção de retirá-los da área ocupada, na época supostamente pertencente à Empresa Cal Trevo.

Ainda segundo o documento, os atos de violência iniciaram no ano de 2020. Na ocasião, conforme as investigações, Antônio da Silva, conhecido como Júnior Jabá, fazia ameaças de morte aos agricultores, portando, frequentemente, armas de fogo e na companhia de policiais. O acusado teria alegado que havia adquirido as terras com a Cal Trevo e, portanto, os trabalhadores deveriam sair do local.

Assim como Júnior Jabá, Gama também teria alegado que era um dos novos donos da área ocupada. De acordo com os documentos, o empresário foi visto no local acompanhado com os demais acusados, portando armas de grande porte.

Além da prisão temporária também foram solicitadas ações de busca e apreensão em duas residências de Sérgio, localizadas na Zona Sul de Aracaju, para possível localização de armas, munições, objetos, fotografias, CPUs e notebooks, além de telefones celulares.

Também são acusados de compor a organização criminosa: Márcio Sousa Cabral, Elber Nabuco Silveira, Allan Augusto Menezes, Jailson Silva e Crispim Silva de Jesus.

A reportagem procurou os citados, às 15h52, mas não obteve respostas. A matéria foi publicada às 16h51, quase quatro horas depois, às 19h46, veio o posicionamento e seguindo o entendimento do contraditório e direito de resposta publicamos integralmente. A matéria com o posicionamento pode ser acessado no link abaixo.

Candidato a vice-governador na chapa de Rogério Carvalho aponta perseguição política em pedido de prisão

Matéria atualizada às 20h44



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

TCE-SE encaminha à Justiça Eleitoral lista de gestores que tiveram contas reprovadas

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.