Polícia


Caso Genivaldo: Justiça de Sergipe nega pedido de prisão de policiais envolvidos na abordagem


Publicado 14 de junho de 2022 às 07:00     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Redes Sociais

A Justiça Federal em Sergipe negou, nesta segunda-feira (13), o pedido de prisão preventiva dos três policiais rodoviários federais envolvidos na abordagem que resultou na morte de Genivaldo de Jesus dos Santos, na cidade de Umbaúba, Sul de Sergipe, no último dia 25.

Na decisão, o juiz da 7ª Vara Federal de Sergipe considerou prejudicado o pedido de prisão, pois “na fase de investigação, apenas autoridade policial e Ministério Público Federal podem solicitá-la”. O MPF, por sua vez, afirmou que “por ora” não cabe o pedido de prisão.

O Caso
Genivaldo foi alvo de uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Três agentes da PRF o imobilizaram, amarraram seus pés e braços. O homem, que tinha transtornos psicológicos, foi então colocado no porta-malas. Os agentes utilizaram um gás que foi jogado dentro da viatura que só continha Genivaldo. O homem foi levado ao hospital da cidade, mas já chegou ao local morto.

Leia mais
‘No momento certo vamos sentar e definir os nomes para Senado e vice pela nossa chapa’, afirma Mitidieri



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

STJ confirma exigência de exame toxicológico para renovação de CNH

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.