Política


Comitiva de Senadores chega a Sergipe para realizar diligência sobre caso Genivaldo


Publicado 13 de junho de 2022 às 07:13     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Redes Sociais

Os senadores da Comissão de Direitos Humanos (CDH) realizam em Sergipe, nesta segunda (13) e terça-feira (14), diligência para apurar as circunstâncias da morte de Genivaldo de Jesus Santos, ocorrida no último dia 25, na cidade de Umbaúba, após uma abordagem da Polícia Rodoviária Federal (PRF). O aposentado morreu asfixiado após ser trancado no porta-malas da viatura, onde foi atacado com spray de pimenta e gás lacrimogêneo, depois de ter sido agredido fisicamente. Três policiais rodoviários federais participaram da ação.

A convite da Comissão, o senador Rogério Carvalho (PT) acompanhará a diligência, que acontece na capital e em Umbaúba. A atividade acontece a partir de um requerimento de autoria do senador Humberto Costa (PT-PE). A primeira etapa da diligência acontece em Aracaju. A partir das 10 horas serão realizadas reuniões com a Polícia Federal, Ministério Público Federal, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. O objetivo é verificar os procedimentos investigatórios, inclusive os cuidados para preservação material das provas e aparatos apropriados para as devidas perícias. O grupo também se reunirá com a Ordem dos Advogados do Brasil em Sergipe (OAB-SE) e a Defensoria Pública da União (DPU).

Na terça-feira (14), a comitiva de senadores se desloca até a cidade de Umbaúba, indo até o local em que Genivaldo foi abordado e morto. Está prevista oitiva de eventuais testemunhas e visita à família da vítima, a fim de examinar condições de vulnerabilidades, inclusive no que se refere à segurança.

“Continuamos acompanhando esse caso e essa diligência vai nos dar um panorama de como andam as investigações. A morte de Genivaldo nos chocou pela crueldade, foi um caso que gerou comoção e repercutiu não só em Sergipe, mas em todo mundo. É preciso que seja dada uma resposta à sociedade e os responsáveis punidos”, disse o senador e pré-candidato ao governo de Sergipe Rogério Carvalho.

Junto com o senador Humberto Costa, Rogério Carvalho é um dos autores do projeto de lei 1388/2022, que prevê o pagamento de indenização no valor de R$ 1 milhão à viúva, Maria Fabiana dos Santos, por erro do Estado, sem que isso traga prejuízo a outros valores que venham a ser recebidos por ações contra a União. O PL também trata do pagamento de pensão especial vitalícia a viúva e uma pensão temporária ao filho, no valor de R$ 1.212, cada, que devem ser reajustadas pelo índice adotado para as demais pensões do Tesouro Nacional.

Leia mais
Após caso Genivaldo, MPF investiga necessidade de uso de câmeras de vídeo corporais por policiais



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

STJ confirma exigência de exame toxicológico para renovação de CNH

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.