Política


Vereadores afirmam que faltou planejamento da Prefeitura ao tentar retirar barracas da Cinelândia


Publicado 23 de fevereiro de 2021 às 12:59     Por Fernanda Sales     Foto Reprodução / TV Câmara Aracaju

Alguns vereadores da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), destacaram na sessão desta terça-feira (23) a problemática envolvendo os comerciantes da praia da Cinelândia, na Zona Sul da capital. Os parlamentares da oposição se manifestaram sobre a decisão da Prefeitura de Aracaju, através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), que determinou na última sexta-feira (19) a retirada das barracas na faixa da areia no prazo de 72h.

Para o vereador Ricardo Marques (Cidadania), faltou planejamento da Emsurb. “Vou me reunir com o presidente da Emsurb para levar essa questão dos comerciantes da Cinelândia e também outras questões. Mas faltou planejamento. Aracaju está precisando de mais organização”, informou.

Segundo a vereadora Emília Corrêa (Patriota), a gestão precisa ter mais responsabilidade. “Tudo bem que outras gestões foram deixando esses comerciantes no local, mas na hora que tem que resolver não dá pelo menos um prazo. Entrei em contato com o presidente da Emsurb e ele disse que não tinha como, mas a Justiça veio e resolveu. Ou seja, é questão de sensatez, bom senso, estamos em pandemia, essas pessoas são trabalhadores, no mínimo deveria ter dado um prazo maior”, destacou a parlamentar.

A vereadora Sheyla Galba (Cidadania) informou que nesta segunda-feira (22) esteve na Cinelândia para conversar com os comerciantes. ”Eles disseram que antes da eleição a prefeitura foi lá para fazer um cadastro dos 38 comerciantes que trabalham lá. E depois que passa a eleição eles vão lá e pedem 72 horas numa sexta-feira para essas pessoas saírem. Então por que se faz um cadastro antes da eleição e depois da eleição quer tirar as pessoas de lá?”, indagou a parlamentar.

No domingo (21), uma ação individual da comerciante Thaynara Santana foi atendida pelo juiz substituto Guilherme Jantsch, da 1ª Vara Federal, para que as atividades na praia fossem mantidas. E nesta segunda-feira (22), uma nova liminar foi concedida com decisão favorável a todos os comerciantes que trabalham no local. Com a decisão judicial favorável aos ambulantes, a Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb) está proibida de remover ou demolir as barracas situadas na faixa de areia da praia, mas a decisão ainda cabe recurso.

Frente Parlamentar do Turismo
Já o vereador Fabiano Oliveira (PP) disse que o comércio e os serviços de entretenimento na região das praias constituem importantes atividades geradoras de emprego e renda e informou que quer reativar a Frente Parlamentar em defesa do Turismo. “Serei um eterno defensor do nosso Turismo. Como uma das medidas iniciais, estamos solicitando a ativação da Frente Parlamentar em defesa do Turismo, e vamos também requerer a inclusão do Turismo, como tema de Comissão Permanente daquela Casa Legislativa, ao lado da Cultura e do Lazer”, disse.

Leia mais:
Em nova liminar, juiz proíbe demolição de barracas na Cinelândia em Aracaju
Após prefeitura ordenar retirada de barracas, comerciante consegue liminar para permanecer na Cinelândia
Prefeitura ordena retirada de 35 barracas instaladas na faixa de areia das praias em Aracaju



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Após boato, deputados negam articulação sobre possível mudança na Mesa Diretora da Alese

Justiça
Mais Lidas
Publicidade