Política


Alessandro diz que Facebook é omisso no combate às fake news “pois ganha muito dinheiro com isso”


Publicado 01 de agosto de 2020 às 09:42     Por Eduardo Costa     Foto Jefferson Rudy/Agência Senado

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) fez duras críticas ao Facebook pelo que classificou como “omissão” no combate às fake news. Em declaração publicada neste sábado (1º) pela coluna Painel, do jornal Folha de S. Paulo, Alessandro disparou contra a postura da rede social em não cumprir bloqueio de contas bolsonaristas.

No último dia 30 de julho, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes determinou o bloqueio de contas de bolsonaristas em redes sociais no exterior. Elas já haviam sido bloqueadas no dia 24 de julho, mas segundo Moraes, algumas tentaram driblar a e mudaram configurações de localização. Porém, enquanto o Twitter realizou o bloqueio, o Facebook informou que não seguiria a decisão.

Perguntado sobre o assunto pela Folha, Alessandro Vieira, que é o autor do PL 2.630/2020, que cria a Lei Brasileira de Liberdade, Responsabilidade e Transparência na Internet (com normas para as redes sociais e serviços de mensagem para evitarem notícias falsas) e ficou conhecido como “lei das fake news”, fez duras críticas. Segundo ele, as diferentes posturas expressam o que cada rede social pensa sobre o assunto.

“O Twitter avança mais no combate à desinformação. O Facebook tem uma postura claramente omissa, e é intencional, pois ganha muito dinheiro com isso. Quanto menos regulado for, melhor para eles”, disse Alessandro.

A determinação do STF bloqueou perfis de pessoas como Roberto Jefferson (ex-deputado e presidente nacional do PTB), Luciano Hang (empresário), Bernardo Küster, Allan dos Santos (blogueiro) e Sara Giromini.

Leia mais:
Contas de bolsonaristas em redes sociais no exterior são bloqueadas por determinação de Alexandre de Moraes
Alessandro promete denunciar PGR por choque com a Lava Jato: “Beneficiando os bandidos que roubam este país”
‘STF está em roteiro autoritário’, afirma Alessandro Vieira após Supremo derrubar perfis de bolsonaristas



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Mais de 117 mil pessoas que receberam auxílio emergencial de forma indevida já fizeram devolução

Justiça
Mais Lidas
Publicidade