Política


Lava Jato denuncia Frederick Wassef por desvio e lavagem de dinheiro


Publicado 25 de setembro de 2020 às 15:24     Por Fernanda Souto     Foto Reprodução/ Globo

A Lava Jato denunciou, nesta quinta-feira (25), o advogado Frederick Wassef por desvio e lavagem de dinheiro. A acusação foi feita no âmbito da Operação E$quema S, que investiga um suposto esquema de tráfico de influência envolvendo grandes escritórios de advocacia no Brasil. A informação é do G1.

Segundo a denúncia, o ex-advogado de Bolsonaro recebeu R$ 4,5 milhões por meio do escritório de Luiza Eluf. Além dele, os advogados Cristiano Zanin e Roberto Teixeira, e Eduardo Martins, filho do atual presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Humberto Martins, também são alvos de buscas e denúncias.

De acordo com a investigação, Wassef havia feito movimentações suspeitas nas contas de seu escritório, desviadas da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ).

As ações fazem parte da colaboração do ex-presidente da Fecomércio, Orlando Diniz, que entregou o esquema que teria desviado mais de R$ 151 milhões dos cofres do Sesc/Senac por meio de escritórios de advocacia.

Leia mais
Operação Esquema S investiga pagamentos de R$ 2,6 milhões da Fecomércio a Wassef

Escritórios de Wassef, de sócio de advogado de Lula e de filho de ministro do TCU estão entre alvos da Lava Jato



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Bolsonaro diz que juiz não pode decidir sobre obrigatoriedade de vacina contra covid-19

Justiça
Mais Lidas
Publicidade


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.