Artigo


2020: Um ano vitorioso para o Confiança


Publicado 30 de janeiro de 2021 às 12:31     Por Hyago França*     Foto Arquivo Pessoal

O retorno do Confiança para a Série B do Campeonato Brasileiro, depois de 28 anos, foi um momento especial para todo o estado. O meu pai, Fernando França, foi presidente do Confiança entre 1988 e 2000 e diretor de futebol em 2008 e 2009. Este sempre foi um sonho dele que virou o meu sonho também. Muitos duvidavam que um menino de 20 e poucos anos pudesse presidir um clube como o Confiança e a minha motivação sempre foi realizar o sonho do meu pai. A conquista do acesso para a Série B é ainda mais especial por poder tornar nosso sonho em realidade. A luta continua e iremos em busca de ainda mais conquistas.

A pandemia do novo Coronavírus paralisou o futebol em 2020 e, quando o espetáculo voltou a acontecer, tivemos que jogar com portões fechados. O impacto da pandemia financeiramente foi muito grande. Afinal, contávamos no orçamento do clube que teríamos as receitas dos jogos vindas do público, que era a maior anual. Infelizmente, foi necessário que fizéssemos algumas alterações dentro do nosso planejamento, mas sem mexer nas metas dentro de campo. Desta forma, conquistamos todos os objetivos que planejamos desde o começo do ano.

Durante os campeonatos, tivemos um elenco curto e, com a pandemia, acabavamos perdendo alguns jogadores por Covid-19 em algumas partidas. Isso atrapalhava também em nosso planejamento dentro de campo. Apesar de todas essas dificuldades, conquistamos todos os objetivos que planejamos desde o começo do ano: campeão sergipano invicto, semifinal da Copa do Nordeste e permanência na série B.

Nenhum time sergipano tinha jogado na segunda divisão no formato de pontos corridos, como é atualmente. Tinha uma expectativa muito grande em todo o nosso estado. Infelizmente, por conta da pandemia, não podemos ter o nosso maior aliado: o nosso torcedor dentro do estádio. Mesmo assim, o Confiança conseguiu fazer uma boa campanha no campeonato e representar muito bem o nosso estado. Mesmo com altos e baixos, no final conquistamos nosso principal objetivo que era a permanência na série B.

Em 2020, montamos um planejamento a longo prazo. Planejamos em três, quatro anos, brigar por algo maior, que seria o acesso à série A. Para isso, precisamos nos manter durante esse tempo dentro da segunda divisão. Por saber a tamanha importância da permanência para o clube, ela significou como se fosse um acesso para gente, com a mesma emoção.

Para a temporada 2021, criamos novamente grandes expectativas. No estado, o Confiança tem o maior orçamento, a maior torcida e é o único que está na série B. Os objetivos são bem parecidos com os da temporada passada: bicampeonato sergipano, permanência na série B, avançar da primeira fase da Copa do Brasil e na Copa do Nordeste, quem sabe chegando até a semifinal de novo. Sabemos que temos capacidade de ir avançando fase a fase no campeonato nordestino, sonhamos com objetivos cada vez maiores e pensamos nos próximos anos em conquistar o título da Copa do Nordeste.

Nesta próxima temporada, temos a expectativa de que nosso torcedor possa acompanhar das arquibancadas a série B. Vamos entregar o novo gramado do estádio Sabino Ribeiro, o Centro Administrativo e o estacionamento. Mostrando que as vitórias não serão apenas dentro de campo, como nunca foi desde 2014. Sempre pensei no futuro do Confiança para além da minha gestão e sonho com a evolução do clube à nível dos melhores times nacionais. Tenho certeza que o ano de 2021 será de muita felicidade para a nação azulina.

Hyago França* é presidente da Associação Desportiva Confiança e foi convidado pelo AjuNews para escrever este artigo.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Após boato, deputados negam articulação sobre possível mudança na Mesa Diretora da Alese

Justiça
Mais Lidas
Publicidade