Política


“Agilizar o processo de vacinação da população é um grande passo para termos motivos a comemorar”, diz Nitinho nos 166 anos de Aracaju


Publicado 17 de março de 2021 às 07:30     Por Fernanda Sales     Foto Gilton Rosas / Câmara de Aracaju

Nesta quarta-feira (17), aniversário de 166 anos da cidade de Aracaju, o presidente da Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho Vitale (PSD), destacou os desafios e avanços em suas gestões na Casa Parlamentar e afirmou que este é o ano de união para superar a pandemia. Em entrevista ao AjuNews, o presidente informou que com o atual momento da covid-19 neste aniversário da cidade, “agilizar o processo de vacinação da população é um grande passo para termos motivos a comemorar”.

De acordo com Nitinho, a pandemia trouxe restrições a todos, inclusive para os vereadores da CMA. “Nós estamos aprendendo a exercer o mandato de uma forma diferenciada. O desafio é estar presente sem chegar perto. Houve a necessidade de uma adaptação súbita. Conseguimos readequar sem riscos à saúde e sem prejuízos aos trabalhos legislativos. Estamos vivendo a era do legislativo digital”, afirmou.

Durante a entrevista, o presidente do Legislativo Municipal avaliou a nova composição de vereadores e os debates nas discussões dos projetos. “A atual legislatura tem uma formação jovem, diversificada, bem representativa. O debate respeitoso é legítimo e otimiza a produção legislativa. Os embates acalorados não são conflitos, são reflexos da diversidade de ideias”.

À reportagem, o vereador destacou ainda o andamento da reforma do prédio da Câmara, falou sobre o adiamento das provas do Concurso Público e citou a atuação do prefeito Edvaldo Nogueira em sua nova gestão.

Confira a entrevista completa:
AjuNews: Como é para o senhor presidir a Câmara Municipal de Aracaju por três mandatos, sendo dois deles em meio a uma pandemia?
Nitinho: Estou presidente da Câmara de Aracaju desde janeiro de 2017. No parlamento, represento um grupo político com posições firmes e reconhecidas pelo povo de Sergipe, sob a liderança do deputado federal Fábio Mitidieri. Neste contexto, fui eleito e em 2021 obtive novamente a confiança dos meus pares com o compromisso de mudar o Parlamento Municipal. Iniciamos um processo de reestruturação administrativa, reduzimos cargos e gastos, aprovamos um plano de carreira, criamos o organograma e estamos ultimando as deliberações para realização do concurso público através da Fundação Getúlio Vargas, que aguarda arrefecimento da pandemia para aplicação das provas presenciais em situação de segurança sanitária.

AjuNews: Quais foram os principais desafios da gestão anterior? Alguns já foram superados? Qual sua visão para o futuro?
Nitinho: Não é fácil, nem simpático, implementar ajustes fiscais. Mas, fizemos um esforço e, com a participação dos vereadores, conseguimos economizar e devolver recursos aos cofres do município. Um gesto nunca visto no parlamento aracajuano. Nosso compromisso é de fortalecer a imagem de parlamento, mais técnico, eficiente e comprometido com os interesses da sociedade.

AjuNews: Quais as principais ações a serem realizadas nesta nova gestão como presidente da Casa Parlamentar?
Nitinho: A Câmara Municipal de Aracaju completa 166 anos no próximo dia 30 de março, embora nunca tenha tido um prédio próprio, com dependências seguras e adequadas para receber e servir a sociedade. Desde que assumi a presidência, empenho meu esforço pessoal para que a Câmara tenha um prédio para chamar de seu.

AjuNews: Neste dia 17, aniversário da cidade, o que Aracaju tem para comemorar?
Nitinho: Aracaju é uma cidade próspera, bem planejada, nacionalmente reconhecida como a capital da qualidade de vida. O ano de 2021 exige responsabilidade. É o ano da união para superar a pandemia. Agilizar o processo de vacinação da população é um grande passo para termos motivos a comemorar.

AjuNews: Qual a sua avaliação com relação a atual gestão do prefeito Edvaldo Nogueira?
Nitinho: Edvaldo é um gestor experiente e tem o desafio de conduzir a cidade e a vida dos aracajuanos no momento mais difícil para o mundo. A Câmara une forças à prefeitura neste momento de pandemia.

AjuNews: Com relação aos projetos enviados pelo Executivo para a Câmara, há impasse ou dificuldade entre os vereadores para aprovação?
Nitinho: O parlamento é uma casa de iguais, embora plural, onde toda opinião é importante e pode ser decisiva para a vida do cidadão. O debate respeitoso é legítimo e otimiza a produção legislativa. Os embates acalorados não são conflitos, são reflexos da diversidade de ideias.

AjuNews: Nessa nova legislatura, a Câmara teve uma renovação muito grande de vereadores, como está o relacionamento entre os parlamentares?
Nitinho: A atual legislatura tem uma formação jovem, diversificada, bem representativa. Essa energia nova trouxe dinamismo ao parlamento. A sociedade está bem representada na CMA.

AjuNews: Mesmo diante da pandemia, como está sendo a atuação dos vereadores? As sessões acontecendo de forma virtual está fazendo diferença no trabalho parlamentar?
Nitinho: O parlamento é reflexo da sociedade e tem obrigação de dar exemplo. A pandemia trouxe restrições a todos e nós estamos aprendendo a exercer o mandato de uma forma diferenciada. O desafio é estar presente sem chegar perto. Houve a necessidade de uma adaptação súbita. Conseguimos readequar sem riscos à saúde e sem prejuízos aos trabalhos legislativos. Estamos vivendo a era do legislativo digital: ágil, seguro e eficiente.

AjuNews: Com relação a reforma no prédio, qual a previsão de finalização da obra? O que trará de diferente para os trabalhos na Casa Parlamentar?
Nitinho: A pandemia restringiu o trabalho e atrasou o cronograma da obra. Como o prédio que usamos é uma cessão, não podemos realizar grandes mudanças. São adaptações e restaurações, embora extremamente complexas, mas fundamentais para garantir segurança e acessibilidade.

AjuNews: O Concurso Público da Câmara teve que ser adiado devido ao aumento de casos da covid-19. Qual a previsão para a realização das provas?
Nitinho: O coronavírus está condicionando os planos humanos e administrativos. Ainda não há uma data definida. Aguardamos a decisão da Fundação Getúlio Vargas, que está subordinada aos critérios de segurança sanitária. Na atual situação, é temerário aglomerar, especialmente em ambientes fechados.

Leia mais:
Vereadores aprovam Projeto que inclui Aracaju no Consórcio Público para compra de vacinas contra covid-19
Em retomada das atividades na Câmara, Nitinho promete mudanças e diz que concurso público pode ser feito em abril



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Rachel Sheherazade pede R$ 19 milhões em indenização trabalhista ao SBT, diz site

Justiça
Mais Lidas
Publicidade