Política


Vereadores aprovam Projeto que inclui Aracaju no Consórcio Público para compra de vacinas contra covid-19


Publicado 10 de março de 2021 às 13:02     Por Fernanda Sales     Foto Reprodução / TV Câmara Aracaju

Os vereadores da Câmara Municipal de Aracaju (CMA) aprovaram, nesta quarta-feira (10), o Projeto de Lei que efetiva Aracaju na participação do Consórcio Público Nacional para aquisição de vacinas contra a covid-19. O projeto foi votado em caráter de urgência e aprovado em 1ª, 2ª e 3ª votação e em Redação Final durante sessões remotas.

O líder do prefeito na Câmara, Professor Bittencourt (PCdoB), informou que projeto enviado pelo prefeito Edvaldo Nogueira (PDT), foi construído pela Frente Nacional dos Prefeitos. “Todas a cidades estão votando o mesmo projeto essa semana. A realização desse consórcio é fundamental para possibilitar a compra de vacina. Os recursos podem ser de recursos próprios, por doações públicas e privadas ou de recursos da União, e também resultado de emendas parlamentares. Se aprovarmos de forma unânime, estamos nos comprometendo com a vida da população de Aracaju. Essa é a grande aspiração de todos os aracajuanos. É o momento de serem vacinados”, afirmou o vereador durante a discussão do projeto.

A líder de um dos blocos da oposição na Câmara, Emília Corrêa (Patriota), demonstrou que a aprovação deve acontecer, mas analisando algumas questões. “Tem uma coisa que me preocupa, o prazo não foi determinado, por exemplo, até durar a pandemia. Não há também no contrato um limite de gastos da prefeitura de Aracaju, mas jamais votarei contra, num momento como esse. Mas vale destacar essas questões”, explicou Emília Corrêa, citando o investimento do Hospital de Campanha, que houve um gasto, foi desativado e agora há possibilidade de reabertura.

Para o parlamentar Ricardo Marques (Cidadania), o projeto precisa ser aprovado, mas que seja analisada a questão dos recursos. “Vacina já, vacina para todos. Mas, atenção, para que a gente não faça desse projeto mais uma guerra política. Temos que analisar de onde vem o dinheiro”.

“Quando chega um projeto para essa casa que beneficia a população aracajuana não temos nenhum problema, enquanto oposição, de aprovar. O Brasil passa por um momento difícil ultrapassando o número de mortes. Em 24 horas, quase 2 mil vidas foram vitimadas pela pandemia”, afirmou Ângela Melo (PT).

Anderson de Tuca (PDT) informou que o projeto é um protocolo de intensão de compra de novas vacinas. “Lembrando que o consórcio serve para compra de novas vacinas, diferente da Astranezeca e Coronavac”.

Ao ser aprovado o projeto, o presidente da Câmara Nitinho Vitale (PSD) parabenizou a todos, principalmente a oposição. “Porque essa é uma bandeira de todos nós. Esse é um vírus que vem atingindo o mundo inteiro e precisamos dar nossa contribuição para combater esse vírus”, finalizou.

Leia mais:
Câmara vota nesta quarta (10) PL que inclui Aracaju em consórcio para compra da vacina contra covid-19



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça nega recurso de Danielle em ação por danos morais de Edvaldo

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.