Artigo


Maria passa na frente e é mãe dos pobres


Publicado 23 de agosto de 2021 às 06:01     Por Peu Moraes     Foto Arquivo Pessoal

A mulher política mais importante de Sergipe no cenário nacional

Mãe dos pobres, protetora dos doentes, defensora das mulheres, acolhedora dos desabrigados. Uma mulher destemida, e escolhida por Deus para assistir aos mais carentes. Essa é Maria do Carmo do Nascimento Alves, que hoje completa 80 de vida, e comemora uma trajetória na vida pública, em favor dos necessitados, seguindo os mesmos passos de Irmã Dulce, a Santa Dulce dos Pobres. Seus admiradores a chamam de “Dona Maria”, minha mãe.

Maria passa na frente, para atender às mulheres no Programa Mundial mais bem sucedido de desenvolvimento preventivo do câncer, o Pró-mulher, escolhido numa Reunião da Organização Mundial da Família, na China. Essa se transformou na sua marca social, por ter salvado milhares de vidas de mulheres do câncer do colo do útero.

Maria do Carmo Alves não operou milagres como fez Dulce dos Pobres, mas dedicou sua vida pública para cuidar da saúde da mulher. Com o jeito simples de se vestir, calça jeans, camisa polo branca, ténis branco, Maria percorria à noite os bairros da periferia de Aracaju, conversava com a população, anotava os pedidos da comunidade e assumia o compromisso de resolver os problemas. Meses depois, mais uma promessa cumprida.

O que tem de mágico em Maria que se reúne com os viciados, menores infratores, mulheres que abandonaram o lar e se faz respeitar. Por que acreditar nessas pessoas que estão vivendo na marginalidade, apostar na recuperação de cada um? O amor transforma tudo e todos, responde Maria acrescentando: “esse é o maior de todos os princípios de Deus”.

E foi assim, com esse amor ao próximo, que Maria do Carmo entrou na vida pública, ao lado do seu marido, o engenheiro João Alves Filho. Dr. João foi nomeado prefeito da capital sergipana em 1975 e Maria foi primeira-dama de Aracaju, Em 2013 Maria volta a ser a primeira-dama da capital, com a eleição de João e em 2015 assume a Secretaria Municipal da Família e Assistência Social.

CEDRO DE SÃO JOÃO

A filha mais ilustre de Cedro do São João é formada em Direito pela Universidade Federal de Sergipe, viúva do ex-ministro do Interior, ex-governador por três vezes e ex-prefeito de Aracaju por duas vezes, João Alves Filho, com quem teve três filhos – Maria Cristina, João Neto e Ana Maria – e quatro netos. Maria sempre deu orgulho aos seus pais, João Batista e Dona Marinete e é exemplo de amor e dedicação às causas sociais.

SUPERAÇÃO DE VIDA

A primeira eleição de Maria do Carmo para o Senado se deu em 1998 pelo PFL. Antes já tinha sido filiada do PDS. Em 2003 licenciou-se do cargo para assumir a Secretaria Estadual de Combate à Pobreza, no terceiro governo de João Alves. Em 2006 se reelege senadora com 468.546 votos. No ano seguinte, ela se afasta do parlamento para cuidar da saúde. Maria supera esse difícil obstáculo, com muita fé e correntes de orações do povo, e volta a exercer suas atividades políticas, para alegria dos pobres. Mais uma vez Maria vence a eleição para o Senado em 2014 e hoje está em seu terceiro mandato.

MAIS INFLUENTE

Maria do Carmo é a mulher sergipana mais influente da política do Brasil. Vice-presidente nacional do DEM, viúva do maior governador de Sergipe, João Alves Filho, Maria sempre teve brilho e votos próprios. Atuou como empresária da construção civil na Habitacional e administrou o Sistema de Comunicação da Rede Jornal (TV, Rádio e Jornal).

Uma frase que ficou na memória dos sergipanos, quando da morte do governador João Alves foi proferida por Maria num momento de dor, porém de muita devoção ao marido e homem público: ” Nosso João Coragem permanecerá eternamente vivo em nossos corações”. Assim, Maria definiu quem foi João.

MARIA NO SENADO

No Senado, Maria foi titular na Comissão de assuntos Sociais, Comissão de Constituição e Justiça e Cidadania, Comissão de Educação Cultura e Esporte, Frente Parlamentar dos senadores dos Estados do Norte e do Nordeste e suplente da Comissão de Meio Ambiente, Comissão de Direitos Humanos e Legislação participativa, Frente Parlamentar mista antirracismo. Foi integrante do Grupo Parlamentar Brasil-China, Grupo Parlamentar Brasil-Panamá e Grupo Parlamentar Brasil-Singapura e Frente Parlamentar de Senadores dos Estados do Norte e do Nordeste.

SESSÕES ESPECIAIS

A senadora sergipana Maria do Carmo participou da sessão Especial na Assembleia-Geral das Nações Unidas, intitulada “Mulher 2000: Igualdade de Gênero, Desenvolvimento e Paz para o Século XXI”, em Nova Iorque, EUA. Participou também da Assembleia-Geral das Nações Unidas, na Espanha e da Assembleia-Geral das Nações Unidas na Alemanha.

TRABALHOS PUBLICADOS DA SENADORA MARIA DO CARMO ALVES

– Defensoria pública: um direito do cidadão; é necessário reduzir as taxas de juros. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Desigualdades regionais. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Discurso de posse. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Emprego: carcinicultura. Brasília: Senado, 1999.
– Energia no Brasil: futuro incerto! Brasília: Senado Federal, 2002.
– A mulher ao longo da história. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Não à privatização da CHESF. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Projeto novo nordeste. Brasília: Senado Federal, 1999.
– A revitalização do velho Chico. Brasília: Senado Federal, 1999.
– Seca: eterna agonia do nordeste. Brasília: Senado Federal, 2001.
– SUDENE: extinção não é solução. Brasília: Senado Federal, 2001.
– Velho Chico: 500 anos do descobrimento. Brasília: Senado Federal, 2001.

* Peu Moraes é editor do AjuNews. É jornalista formado pela UniFTC, especialista em Política e Economia e estudante de Direito da UniFTC.*

* Essa publicação teve coedição do jornalista, analista político e historiador Nubem Santos Bonfim. * 



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.