Política


TRE-SE mantém cassação do mandato do deputado Bosco Costa


Publicado 16 de dezembro de 2020 às 17:35     Por Larissa Barros     Foto Reprodução / Google Street View

O Tribunal Regional Eleitoral de Sergipe (TRE) decidiu manter a cassação do mandato do deputado federal Bosco Costa (PL), por abuso de poder econômico nas eleições de 2018, durante sessão do pleno, nesta quarta-feira (16).

A corte acompanhou o voto da relatora, desembargadora Iolanda Guimarães, e rejeitou o desembargo de declaração apresentada pela defesa do parlamentar. O deputado também foi condenado ao pagamento de multa no valor de dois salários mínimos. A decisão cabe recurso no Tribunal Superior Eleitoral.

Em 2018, o Ministério Público Eleitoral (MPE) pediu a cassação do mandato dos deputados eleitos João Bosco Costa e Ibrain Silva Monteiro por abuso de poder econômico.

De acordo com o MP Eleitoral, a ação contra Costa se baseia em um parecer técnico do TRE-SE que apontou diversas irregularidades na prestação de contas da campanha do candidato. Ele teria gasto R$ 485.350 mil com locação de veículos, do montante de pouco mais de R$ 2 milhões gastos na campanha. O limite legal para gastos com veículos era de 20%, e o candidato gastou quase 25% dos recursos de sua campanha com essa despesa.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Justiça nega recurso de Danielle em ação por danos morais de Edvaldo

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.