Política


Após prisão de Milton Ribeiro, senadores querem CPI para investigar corrupção na Educação


Publicado 22 de junho de 2022 às 14:03     Por Redação AjuNews     Foto Isac Nóbrega / PR

Após a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, por suspeita de corrupção na pasta, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) voltou a recolher assinaturas para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar o esquema. O ex-titular do Ministério da Educação (MEC) e os pastores evangélicos Arilton Moura e Gilmar Santos foram presos, nesta quarta-feira (22), em uma investigação da Polícia Federal (PF) sobre a intermediação indevida na liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

O pedido de CPI ainda depende do apoio de dois senadores. Em março, o requerimento chegou a contar com 27 assinaturas, no entanto, alguns parlamentares retiraram o apoio. Segundo Randolfe, a retirada de assinaturas ocorreu por pressão do Poder Executivo.

“O governo fez um mutirão em um final de semana, em uma mobilização pouco vista aqui na história do Congresso. Em um final de semana, retirou três assinaturas. Nós conseguimos repor uma assinatura em seguida. Estamos a duas. O requerimento está à disposição, nós vamos oferecer mais uma vez, já estamos oferecendo publicamente. Vamos oferecer hoje para instalar. Com os acontecimentos de hoje, me parece que é inevitável, necessário e urgente a instalação dessa comissão parlamentar de inquérito”, disse Randolfe.

Milton Ribeiro deixou o comando da pasta em março, após admitir que o MEC privilegiava prefeitos indicados pelos pastores evangélicos Gilmar Santos e Arilton Moura no repasse de recursos do FNDE. O presidente da Comissão de Direitos Humanos (CDH), senador Humberto Costa (PT-PE), também defendeu a instalação da CPI.

“Não nos cabe avaliar a justiça ou não das prisões realizadas hoje. No entanto, mostra que nossas preocupações com denúncias sobre a gestão no Ministério da Educação realmente devem ser motivo de um olhar mais próximo desta Casa. Mais do que nunca se faz necessário aprofundarmos o debate sobre a criação da CPI e concluirmos a coleta de assinaturas em curso”, afirmou Humberto Costa.

Com informações da Agência Senado



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

STJ confirma exigência de exame toxicológico para renovação de CNH

Justiça
Mais Lidas


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.