Política


Furioso com Bolsonaro, Mandetta precisou ser acalmado por amigos, diz revista


Publicado 11 de abril de 2020 às 12:31     Por Roberta Cesar     Foto Valter Campanato / Agência Brasil

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, teria ficado furioso com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na segunda-feira (6), após suposta ameaça de demissão. Com isso, Mandetta cogitou sair do cargo. As informações foram publicadas pela coluna Radar, da revista Veja, neste sábado (11).

De acordo com a publicação, o chefe da Casa Civil, o general Walter Braga Netto, chegou a pedir que pessoas próximas a Mandetta dentro do governo o acalmasse. O ministro não não pediu demissão por pouco.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Mais de 117 mil pessoas que receberam auxílio emergencial de forma indevida já fizeram devolução

Justiça
Mais Lidas
Publicidade