Economia


Sem reajuste salarial desde 2019, funcionários da AlmaViva marcam manifestação para segunda-feira (8)


Publicado 07 de março de 2021 às 17:08     Por Peu Moraes     Foto Marcelle Cristinne / Governo de Sergipe

Os trabalhadores da empresa de teleatendimento AlmaViva, no bairro Industrial, Zona Norte, em Aracaju, estão marcando para manhã desta segunda-feira (8), às 6h, uma manifestação na frente da empresa para reivindicar reajuste salarial. Ao AjuNews, um funcionário que pediu anonimato, confirmou que os salários pago aos teleoperadores são referentes ao salário mínimo do ano de 2019, ou seja, R$ 998. Atualmente o sálario mínimo é de R$ 1.110.

Ainda conforme o funcionário, a empresa não forneceu suporte técnico para os colaboradores que estão trabalham de casa, por causa, da pandemia do novo coronavírus (covid-19), que até o momento já matou 3.013 pessoas em Sergipe. “A empresa forneceu equipamentos para algumas pessoas, porém dos demais custos somos nós que estamos pagando”, disse neste domingo (7). Entre os itens da pauta de reivindicações também está um melhor plano de saúde. “Antes era um péssimo, agora foi para outro muito pior”, ressaltou.

Confira a pauta defendida pela categoria:

1- Campanha salarial 2021; 2 – Reajuste dos salários dos trabalhadores, de forma que nenhum trabalhador (a) receba valor menor do que o salário mínimo nacional; 3 – Pagamento das diferenças salariais desde janeiro de 2019; 4 – Práticas antissindicais; 5 – Reintegração dos dirigentes sindicais; 6 – Plano de saúde; 7 – Pagamentos integral do valor do vale transporte; 8 – O que ocorrer.

Leia mais:
Covid-19: Almaviva descumpre recomendação de prevenção e é notificada em Aracaju
Justiça do Trabalho ordena que Almaviva do Brasil suspenda atividades em Sergipe
Almaviva consegue reverter na Justiça suspensão das atividades em Sergipe
Após novas denúncias, prefeitura fiscaliza a Almaviva em Aracaju



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Rachel Sheherazade pede R$ 19 milhões em indenização trabalhista ao SBT, diz site

Justiça
Mais Lidas
Publicidade