Mundo


Ronaldinho Gaúcho e irmão são detidos com passaporte falso no Paraguai


Publicado 05 de março de 2020 às 06:31     Por Redação AjuNews     Foto Divulgação

Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão Assis foram detidos pela polícia do Paraguai, nesta quarta-feira (4), sob a acusação de portarem passaportes falsos. O ex-jogador desembarcou horas antes no país para participar de dois eventos nesta quinta-feira (5). A informação foi confirmada pelo Uol com autoridades do país vizinho e após acesso ao documento sobre o caso.

As autoridades receberam a denúncia ainda no aeroporto, mas preferiram não agir em virtude da repercussão sobre a chegada de Ronaldinho. Inúmeras pessoas foram ao local para receber o ex-jogador. O craque de Barcelona e seleção e o irmão se encontram no quarto do hotel e vão depor nesta quinta-feira às 8h (hora de Assunção).

Até o momento, a polícia paraguaia prendeu o brasileiro Wilmondes Sousa Lira, sob a acusação de fornecer os passaportes falsos em nome de Ronaldinho e Assis. O ex-jogador e o irmão receberam os policiais na suíte em que se encontram e colaboraram para as investigações, segundo o documento acessado pela reportagem.

Por acordo do Mercosul, não há a necessidade de apresentar passaporte brasileiro para entrar no Paraguai. Este é, portanto, um dos pontos da investigação das autoridades paraguaias. De acordo com Gilberto Fleitas, diretor de investigação da polícia ouvido pelo site, Ronaldinho e Assis saíram do Brasil apresentando documentos brasileiros, mas entraram no Paraguai com o passaporte de nacionalidade paraguaia.



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Publicidade
Justiça

Rachel Sheherazade pede R$ 19 milhões em indenização trabalhista ao SBT, diz site

Justiça
Mais Lidas
Publicidade