Mundo


Criação de Superliga de futebol gera caos na Europa e pode deixar jogadores fora da Copa do Mundo


Publicado 19 de abril de 2021 às 17:00     Por Dhenef Andrade     Foto Reprodução / Twitter / @cristianoronaldo

O anúncio da criação da Superliga formada por grandes times do futebol inglês, espanhol e italiano estremeceu o mundo da bola internacional, neste domingo (18). A ideia pegou de surpresa o presidente da UEFA, entidade que gestor do futebol europeu, o esloveno Alexander Ceferin, que promete impedir que jogadores que atuarem no campeonato joguem a Copa do Mundo de 2022.

A polêmica envolve os gigantes Arsenal, Liverpool, Chelsea, Manchester United, Manchester City, Tottenham, Atlético de Madrid, Real Madrid, Barcelona, Juventus, Milan e Internazionale. Caso sanções da UEFA ou da FIFA se concretizem, os titulares da Seleção Brasileira, Alisson Becker, que atua pelo Liverpool, e o atacante Gabriel Jesus, do City, por exemplo, estariam fora do Mundial no ano que vem. Além de nomes já conhecidos, como o do argentino Messi e do português Cristiano Ronaldo.

O time de Neymar, o Paris Saint-Germain, desistiu de participar da Superliga, assim como Borussia Dortmund e Bayern de Munique, após repercussão negativa. Grande parte de torcedores dos clubes que promovem a criação da liga se mostraram insatisfeitos com a proposta.

“A criação da Super League surge num momento em que a pandemia global acelerou a instabilidade do atual modelo económico do futebol europeu”, diz comunicado oficial do Inter de Milão, um dos fundadores do campeonato.

A Superliga
De acordo com as informações dos clubes seriam 20 clubes, sendo 15 fundadores fixos e 5 escolhidos com base nos resultados no ano anterior. Os jogos aconteceriam no meio de semana com 2 grupos de 10 em jogos de ida e volta. Os três primeiros se classificam diretamente para as quartas. Enquanto o quarto e quinto lugares disputariam as duas vagas restantes.

Leia mais
Ágatha e Duda vencem russas e estão nas semifinais da etapa do Mundial de Vôlei em Cancun



Os comentários não representam a opinião do portal; a responsabilidade é do autor da mensagem.
Leia os termos de uso


Ao clicar no botão “Aceitar” ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.